Aeroporto de Brasília substitui 8 mil lâmpadas por luzes de LED

A Inframerica, concessionária do Aeroporto de Brasília, iniciou a substituição das lâmpadas fluorescentes que iluminam o Terminal por lâmpadas de LED, que são mais econômicas e sustentáveis.




Ao longo de oito meses, 8.640 unidades de lâmpadas de LED serão instaladas em diversas áreas do Aeroporto. Além de gerar uma economia de cerca de 10% do total da fatura de energia elétrica, a administradora do aeródromo espera tornar mais limpo e eficaz o fornecimento de luz no local.

A iniciativa da concessionária é transformar o Aeroporto de Brasília mais sustentável. O diretor de operações, Juan Djedjeian, lembra que a troca das lâmpadas é apenas o primeiro passo e que a concessionária já está trabalhando com projetos para reduzir o impacto no consumo de ar condicionado do Terminal e aprimorar a coleta seletiva. “Com a troca das lâmpadas estamos diminuindo o impacto ambiental, consumindo menos energia, sem deixar a qualidade de lado. Além disso, vamos recolher todas as lâmpadas antigas e dar a destinação e o tratamento ambientalmente adequado”, declara Djedjeian.

Os anteriores tubos de 32 Watts serão trocados e darão lugar a lâmpadas de LED com mesma capacidade de iluminação, porém consumo de 18 Watts, uma economia de 43,75%. Outros bulbos, de 16 Watts, serão trocados por lâmpadas mais eficientes e econômicas, de 9 Watts. Com vida útil quatro vezes maior, as novas unidades de iluminação exigem uma manutenção menor que as fluorescentes. A economia esperada é de 777.168 KWh anuais em todo o Terminal aéreo. “Isto reforça o interesse da Inframerica em oferecer serviços e infraestrutura cada vez mais sustentáveis aos passageiros e funcionários do Aeroporto de Brasília”, finaliza o executivo.

O investimento nesta tecnologia mais eficiente, que consome menos recursos naturais, ficará em torno de R$ 204 mil.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Inframerica.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *