Aeroporto de Foz do Iguaçu completa 44 anos neste sábado.

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas (PR) completa 44 anos neste sábado (7/1). Inaugurado em janeiro de 1973, o terminal passou a ser administrado pela Infraero um ano depois, em 1974. Sua localização privilegiada, na Tríplice Fronteira – divisa entre Brasil, Argentina e Paraguai – faz do aeroporto paranaense uma das principais portas de entrada de turistas no país.

De acordo com pesquisa da Embratur, Foz do Iguaçu é o segundo destino brasileiro na preferência dos turistas estrangeiros que visitam o país. A cidade conta com riquezas naturais incomparáveis, como o Parque Nacional do Iguaçu, tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como Patrimônio Natural da Humanidade, onde estão localizadas as Cataratas do Iguaçu, considerada uma das Sete Maravilhas da Natureza.

Outros motivos que mantêm a região entre as cinco mais visitadas do país são: a proximidade da Usina Hidrelétrica de Itaipu, a cidade argentina de Puerto Iguazu – que oferece gastronomia refinada, cassinos – e, ainda, o comércio paraguaio. Juntos, tais fatores fazem com que a indústria do turismo seja a principal fonte de renda do município.

Para Joacir Araujo, superintendente do terminal, é neste cenário de desenvolvimento econômico e de turismo local que o Aeroporto das Cataratas se torna responsável pela maior parte da movimentação de pessoas que chega à cidade. “O terminal é peça fundamental para sustentar essa indústria, pois é a principal porta de entrada e saída da cidade”, aponta.

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu conta com voos operados pelas companhias aéreas Gol Linhas Aéreas, Latam e Azul Linhas Aéreas Brasileiras, que ligam a cidade paranaense a Curitiba (PR), São Paulo (SP), Campinas (SP), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Confins (MG) e Lima, no Peru.

 

INVESTIMENTOS E MELHORIAS

Com investimentos na ordem de R$ 71,6 milhões, nos últimos anos, o terminal paranaense passou por uma série de melhorias, que ampliaram sua capacidade de 2,7 milhões para 3,9 milhões de passageiros ao ano. Entre elas, destacam-se: a reforma e ampliação do terminal de passageiros; a reformulação de todo o sistema elétrico; obras de acessibilidade; melhorias na pista; novos balcões de atendimento, esteiras de bagagens, escadas rolantes e elevadores e a ampliação do número de vagas no estacionamento.

Os viajantes que utilizam o aeroporto podem usufruir de 28 estabelecimentos dos mais variados seguimentos como: moda, joalherias lanchonetes, restaurantes, agências de turismo, caixas eletrônicos, fraldário, além de serviços de maleiro e o estacionamento de veículos, com capacidade para 605 vagas.

Entre 2008 e 2015, observou-se um crescimento de aproximadamente 85% no volume de usuários embarcados e desembarcados no terminal fronteiriço. Até novembro de 2016, mais de 1,6 milhão de passageiros passaram pelo local, e a expectativa para 2017 é superar a marca de 2 milhões com a entrada de voos da Avianca Brasil.

Pela Assessoria de Imprensa da Infraero. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.