Aeroporto de Natal fecha o ano com movimentação positiva

O ano de 2017 foi de crescimento no Aeroporto de Natal. A Inframerica, administradora do Terminal potiguar, analisa os dados como positivos e comemora o aumento do número de passageiros.




Ao longo do ano, 2.403.677 pessoas passaram pelo terminal aéreo, 3,8% a mais que em 2016. A movimentação aérea também teve aumento. Foram 18.974 pousos e decolagens, 1,5% superior a 2016. Os meses com o maior fluxo de passageiros foram janeiro, julho e dezembro, períodos de férias.

A movimentação de cargas também ficou acima da expectativa. O Aeroporto movimentou 12,4 mil toneladas, finalizando o ano com um balanço positivo e 3,26% a mais que 2016.
No terceiro trimestre o Aeroporto bateu recorde de exportação de frutas para a Europa. O estado do Rio Grande do Norte é o maior exportador nacional de peixes das espécies atum e meca, que representam 26% do volume de carga aérea enviada ao mercado internacional.

Para o diretor de operações da Inframerica, Juan Djedjeian, mesmo que comedidamente, a movimentação vem sendo retomada. “A crise econômica impactou diretamente o fluxo do Aeroporto e, consequentemente, o número de turistas. O ano de 2017 foi de retomada e superação. Fechamos o ano com saldo positivo e isso começará a refletir na economia local. Acreditamos que em 2018 a movimentação continue crescente e que em breve possamos ter novidades em rotas a partir do Rio Grande do Norte”, conta.

O diretor ainda lembra que o ano de 2017 foi de grandes desafios. Durante 30 dias, entre setembro e outubro, a pista do Aeroporto passou por obras de recuperação e a operação noturna foi suspensa durante o período.
A obra foi financiada com recursos próprios do acionista e todo o planejamento foi adequado para que o aeroporto não interrompesse as operações aéreas, demonstrando o comprometimento da Inframerica com a concessão e a população potiguar. “Entregamos a obra antes do previsto e reafirmamos o nosso compromisso com o Rio Grande do Norte. Possuímos um dos aeroportos mais modernos do Nordeste, vamos trabalhar para atrair mais voos para Natal e tornar o terminal potiguar ainda mais competitivo”, finaliza Djedjeian.

A Inframerica fechou o ano de 2017 adimplente com todos os seus compromissos, bem como com o pagamento da outorga de 2018.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Inframerica.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.