Afonso Pena autorizado a receber o Boeing 747-800F.

Imagem: Divulgação / Infraero.

Em maio deste ano, o Aeroporto Internacional de Curitiba – São José dos Pinhais/Afonso Pena (PR) recebeu autorização, por meio da Portaria nº 1472 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para receber aeronaves do tipo 4F, como o Boeing 747-800F – maiores do que aquelas que normalmente operam no terminal paranaense. E no último dia 31/5, o Boeing 747-800F da empresa aérea Cargolux fez a estreia desse tipo de equipamento no Afonso Pena.




Para ser ter uma ideia da complexidade dessa operação, o Boeing 737-800, bastante utilizado pelas empresas aéreas no Brasil, tem envergadura (distância de uma ponta de asa à outra) de 34 metros; o Boeing 747-800F tem quase o dobro de envergadura: 64 metros.

No segundo pouso do cargueiro da Cargolux, realizado em 2/6, a aeronave foi “batizada” pelos caminhões da Seção de Combate a Incêndio do Afonso Pena.

O diretor da BRA IR Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo e representante da Cargolux, Ubiratan Rayel, falou sobre a vinda deste novo modelo de aeronave para Curitiba. “Com aviões deste porte as vantagens são enormes para as empresas. Este Boeing tem capacidade para 150 toneladas, muito acima do Boeing 747-400F, e ainda gasta menos combustível. Também gostaria de ressaltar que a agilidade de liberação das mercadorias, com o apoio da Infraero e de outros órgãos envolvidos, é excelente em Curitiba. Chegamos a liberar mercadorias em duas horas”, destacou.

O superintendente do Afonso Pena, Antonio Filipe Bergmann Barcellos, agradeceu a todos os profissionais que possibilitaram essa conquista. “Este é o resultado do trabalho, do empenho e da dedicação de todos que se envolveram no processo nos últimos quatro anos”, ressaltou.

Imagem: Divulgação / Infraero.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Infraero.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *