Air France contratará 1.000 tripulantes para sua nova low-cost.

A companhia aérea Air France anunciou que planeja contratar 1.000 tripulantes para sua nova empresa de baixo custo (low-cost), que terá como estratégia realizar voos de médio e longo curso com custos operacionais 20% inferiores aos da Air France.




A nova empresa foi anunciada em novembro de 2016, e imediatamente passou a enfrentar críticas e forte resistência das associações de pilotos do grupo Air France-KLM. O problema seria a insatisfação com a forma como a low-cost aproveitaria funcionários das demais empresas do grupo. O anúncio das contratações parece vir como meio de acalmar a situação para evitar que o início das operações continue sendo postergado.

Inicialmente batizada de Boost (nome ainda não concretizado oficialmente), a companhia prevê o início dos voos de médio curso para o outono europeu (segundo semestre de 2017) com aeronaves Airbus A320. Os voos de longo curso devem decolar em 2018, com a possibilidade de utilização do modelo A350 XWB em 2019. Destinos ainda não foram anunciados.

 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

17 Comments:

  1. Ligia Gonçalves, Ester Gonçalves

  2. Pingback: Lufthansa deve aposentar o Boeing 747-400 até 2020. - AEROIN

Comente