Air France prova que não é preciso tirar férias para viajar.

Air France Boeing 777

A Air France possibilita em suas tarifas promocionais de classe Economy que o passageiro viaje para Paris e para a Europa por poucos dias, como um fim de semana prolongado, sem aumento na tarifa por conta do período curto de permanência. Passageiros da classe econômica podem embarcar durante a semana e voltar já no domingo seguinte ou estender a viagem por mais alguns dias. Quem vai prestigiar celebrações de familiares, quer assistir um show exclusivo, acompanhar um evento esportivo ou simplesmente deseja passar alguns dias aproveitando as maravilhas do velho continente, não pode perder essa oportunidade.

Como embaixadora da arte de viver à la française, a Air France oferece serviço sofisticado que compensam as longas horas de voo, justificativa muitas vezes usada para permanecer mais tempo em destinos distantes, com experiências exclusivas que já valem a viagem.

Na classe econômica, passageiros podem desfrutar de champagne e as refeições sempre combinam qualidade e originalidade. Quem preferir, pode encomendar antecipadamente uma refeição à la carte, que custam entre €12 e €28, entre elas o menu exclusivo criado pelo vencedor do Top Chef francês, Jean Imbert. Além disso, os assentos foram totalmente renovados e ergonomicamente redesenhados para garantir mais conforto.

Para mais informações e para reservar, acesse o site da Air France para viajar sem tirar férias!

 
Da Assessoria de Imprensa da Air France.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.
  • FINALMENTE !!!! Será que houve alguma mudança nos acordos bilaterais ??

    Cansei de ver (e de comprar) por anos passagens daqui para os EUA que não exigiam esses 7 DIAS de permanência mínima. Quando surgia alguma promoção dava muito bem para viajar durante os meses em que não havia férias, mas isso só era possível aos EUA, Am do Sul e NUNCA para a Europa. Tomara que outras empresas européias sigam essa iniciativa de Air France