Airbus e Boeing batalham por pedidos na Farnborough 2016.

IMG_0006 2

A Airbus pretende surpreender na próxima semana, quando terá início a tradicional feira e show aéreo de Farnborough, na Inglaterra. A expectativa é que haja a divulgação de novos contratos e grandes exibições.

No mesmo caminho segue a Boeing, que chega forte para manter a superioridade no número de pedidos no ano. São 276 na primeira metade do ano, contra 227 da concorrente europeia. Um curto espaço de tempo de uma semana (período do evento inglês), mas que pode trazer surpresas e reviravoltas.

A demanda inferior ao mesmo período do ano passado é apontada como causa do arrefecimento da economia no ocidente e, portanto, os participantes, que também incluem a Embraer e a Bombardier, terão de ser criativos e a abordagem de venda fará diferença, com olhos voltados ao oriente, principalmente em demandas esperadas do eixo Rússia-China.

A Airbus enfrentou desafios esse ano, com atrasos na entrega de alguns clientes devido a problemas com um de seus fornecedores (a Pratt & Whitney), tendo concluído apenas um pedido do A320neo em junho, totalizando oito no ano.

Já o A350XWB, com a meta de 50 entregas no ano, concluiu 12 até hoje. A fabricante ainda entregou quatorze super-jumbos A380 de uma lista de 25 pedidos, ou seja, dentro do cronograma.

A Boeing, entre outros, pretende surpreender com pedidos firmes do projeto cargueiro do 747-8, em meio de notícias sobre a estagnação do mercado.

Adaptado da agência Reuters.

André Le Senechal

Pesquisador apaixonado, piloto privado. Aluno de Aviação Civil na Anhembi Morumbi. Respira o ar do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Assíduo praticante de Plane Spotting e Simuladores de voo.

Um Comentário:

Comente