Airlander 10 recebe certificação EASA.

Airlander 10_01

A HAV – Hybrid Air Vehicles anunciou hoje em seu perfil no facebook que recebeu da EASA (European Aviation Safety Authority) e da CAA (Civil Aviation Authority – United Kingdon) a certificação para que seu projeto Airlander 10 possa iniciar suas operações. “Isso claramente demonstra a confiança das agências reguladoras no Airlander, e o desenvolvimento das habilidades da nossa equipe em atestar a segurança da aeronave nos voos de teste”, afirmou a HAV.

A aeronave híbrida utiliza-se de diversas tecnologias inovadoras para combinar as melhores características dos veículos aéreos de asa fixa, rotativa e mais leves que o ar, criando uma nova geração de aeronaves hipereficientes para transporte de carga e suprimentos, seja em operações civis ou militares. Inicialmente o projeto inglês desenvolveu-se em conjunto com o exército dos Estados Unidos, mas a parceria foi interrompida após os americanos realizarem corte de gastos nas forças armadas.

Para continuar levando adiante o projeto do Airlander, a HAV realizou campanhas de arrecadação de fundos via financiamento coletivo. Na mais recente campanha, o objetivo de arrecadar £500.000 libras já foi superado em 88%, demonstrando a confiança de diversos investidores no sucesso da inovadora aeronave. A campanha continua ativa até a próxima sexta feira, 15/04, no Crowdcube, porém será antecipadamente encerrada caso atinja £1.25 milhões de libras.

Airlander 10_08

De acordo com a HAV, o Airlander tem condições de se manter no ar por cinco dias quando tripulado, ou até duas semanas quando não tripulado. Seu invólucro laminado possui 38.000 m³ preenchidos por gás Hélio, ou seja, um volume suficiente para que você despeje 38 mil piscinas de água daquelas tradicionais piscinas retangulares de 1000 litros montadas em quintais de casas.

Para tal volume, suas dimensões também são significativas: 26 metros de altura, 43,5 metros de largura e 92 metros de comprimento. A título de comparação, um Boeing 747-8 possui 76,3 metros de comprimento, ou seja, a aeronave híbrida estende-se por aproximadamente 15 metros além do Jumbo. Sua capacidade de transporte é de até 10 toneladas, além de possuir cabine para 48 passageiros. Todos os compartimentos localizam-se na parte inferior da aeronave.

O Airlander 10 é impulsionado por 4 motores V8 a diesel turbocomprimidos que fornecem 350 hp cada. Dois deles localizam-se na lateral do invólucro, na parte dianteira da aeronave, e os outros dois localizam-se na traseira. Seus dois dispositivos de pouso possuem tubos pneumáticos para adequação a superfícies irregulares e podem ainda ser utilizados para pousos na água. Em voo, ambos são “sugados” para dentro do invólucro para maior limpeza aerodinâmica da aeronave.

Veja a seguir as especificações técnicas do Airlander 10 segundo dados da HAV:
Volume do invólucro: 38.000 m³
Comprimento: 92 metros
Largura: 43,5 metros
Altura: 26 metros
Teto operacional: 20 mil pés
Velocidade de cruzeiro: 80 knots (148 km/h)
Velocidade de espera: 20 knots (37 km/h)
Peso total: 20 toneladas
Capacidade de carga: 10 toneladas

Airlander 10_02

Airlander 10_03

Airlander 10_04

Airlander 10_05

Airlander 10_06

Airlander 10_07

Airlander 10_09

Airlander 10_10

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.