Alaska Airlines aposentará os Airbus da Virgin e manterá apenas Boeings.

Durante conferência em Seattle, o CEO da Alaska Airlines, Tilden Braden, declarou que sua companhia, que comprou ano passado a Virgin America e em março deste ano anunciou o fim da marca, irá se desfazer dos Airbus atualmente operados por ela e cancelar os encomendados.




Braden disse ainda: “meu pai é um cara que trabalhou na Boeing por 32 anos, e a Alaska não poderia ser mais fiel à Boeing”. Segundo o CEO, eles atualmente possuem uma frota de 63 aeronaves Airbus A319, A320 e os recém recebidos A321neo. Esta frota ainda irá crescer para 73 aeronaves até o final do ano.

A Alaska está trabalhando com os proprietários das aeronaves (lessors) para o fim do contrato de leasing destas aeronaves, além de cancelar os pedidos atuais juntos à Airbus. Ao mesmo tempo, está trabalhando com a Boeing para a entrega de mais aeronaves, evitando falta de aeronaves nos destinos operados pelos Airbus da Virgin America.

Mesmo assim os aviões continuarão por alguns anos na companhia, até por uma questão de transição de tripulações que voam Airbus para o Boeing. Também não é certo se algum Airbus será pintado nas cores da Alaska Airlines.

Com informações do Pudget Sound Business Journal. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

Comente