American Airlines celebra diversidade e inclusão durante o mês do orgulho LGBT.

A American Airlines celebra seus funcionários durante o mês do orgulho LGBT, em junho, patrocinando paradas do orgulho gay, fazendo publicações especiais em mídias sociais e proporcionando apoio contínuo às organizações LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) nas comunidades onde suas equipes vivem e trabalham.




“Ao longo de duas décadas, a American foi pioneira no estabelecimento de políticas e práticas mais justas para clientes e funcionários LGBT”, comentou Patrick O’Keeffe, vice-presidente sênior de recursos humanos e patrocinador executivo do Pride, o grupo de recursos para funcionários LGBT da American e membros da equipe simpatizantes. “A chave do nosso sucesso como empresa é ser uma companhia aérea com a qual os clientes querem viajar, onde as pessoas querem trabalhar e na qual os acionistas querem investir. Para isso, devemos ser uma organização inclusiva, que acolhe a diversidade e cria um ambiente de respeito mútuo”.

A American foi a primeira grande companhia aérea a implementar políticas de combate à discriminação da orientação e identidade sexuais no espaço de trabalho e a ter um grupo de recursos de funcionários LGBT reconhecido pela empresa, atualmente intitulado Pride (“Orgulho”). Este ano, a American celebra o orgulho LGBT de diversas maneiras:

  • Dando destaque, nas mídias sociais, ao comprometimento com os clientes demonstrado pelos funcionários LGBT — acesse a página da @AmericanAirlines no Facebook às terças-feiras para conferir suas histórias.
  • Ela vai patrocinar sete paradas do orgulho LGBT nos EUA — os funcionários desfilarão em paradas de dezenas de comunidades de todo o país.
  • Participando da feira de profissões do Ali Forney Center, em Nova York, para promover a conscientização da juventude LGBT sobre oportunidades de carreira na American.
  • O grupo de recursos Pride organizará um treinamento intitulado “How to be an Ally” (“Como ser um simpatizante”, em tradução livre) e sessões “Trans 101” para funcionários.
  • Os clientes podem participar assistindo ao documentário Forbidden: Undocumented & Queer in Rural America (“Proibido: homossexual e ilegal na América Rural”, em tradução livre). O documentário, disponível no entretenimento de bordo, conta a história de Moises Serrano, ativista e imigrante ilegal que luta por igualdade para a comunidade LGBT. Ele foi lançado em maio passado na edição 2017 do Define American Film Festival in Charlotte, NC, evento patrocinado pela American.

No ano passado, a American ofereceu suporte significativo a diversas organizações LGBT, como a Astraea Lesbian Foundation de Dallas/Fort Worth; o Los Angeles LGBT Center; o Ali Forney Center, de Nova York; o Center on Halsted, de Chicago; e o LGBT Community Center, da Flórida central.

Em 2016, a American se tornou patrocinadora nível diamante da NGPA (National Gay Pilots Association, Associação Nacional de Pilotos Gays), onde pilotos LGBT e simpatizantes e entusiastas da aviação se reúnem para celebrar e promover a diversidade e a inclusão no setor aeronáutico. Na convenção deste ano, a American concedeu uma bolsa de US$ 5 mil e duas classificações tipo Boeing 737 através da NGPA para aspirantes a aviadores.

“Meu primeiro encontro com recrutadores da American aconteceu em um evento da NGPA há três anos. O compromisso da American com a formação da próxima geração de aviadores e com a criação de um ambiente inclusivo para todos foi o que me atraiu na empresa. Ser um funcionário LGBT em qualquer organização pode fazer com que algumas pessoas se sintam isoladas ou tenham dificuldade de se relacionar. Mas a American e o grupo Pride se esforçam para fazer com que todos os empregados se sintam incluídos e valorizados”, comentou Rodrigo Ribeiro, copiloto baseado em Los Angeles.

A American foi premiada por seu compromisso com a comunidade LGBT por vários anos seguidos. Há 15 anos ela recebe a maior classificação possível da HRC (sigla em inglês para Campanha de Direitos Humanos) no prestigiado Índice de Igualdade Corporativa. A American foi a única companhia aérea a alcançar a pontuação máxima desde o lançamento do Índice, em 2002. Mais recentemente, a American foi ranqueada entre as 25 principais empresas pioneiras pelo canal Logo (canal de TV a cabo focado no público LGBT nos EUA), por atuar na vanguarda e advogar em nome da comunidade LGBT. Ela foi também nomeada uma das Melhores corporações em termos de inclusão pela Câmara de Comércio Nacional Gay e Lésbica, porta-voz da comunidade LGBT no mundo corporativo.

Para mais informações sobre o compromisso da American com a diversidade e a comunidade LGBT, acesse aa.com/diversity.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da American Airlines.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.