American Airlines recebe seu primeiro Boeing 737 MAX

No último dia 28 a American Airlines recebeu seu primeiro Boeing 737 MAX, a nova geração da família mais popular da Boeing. A aeronave de matrícula N324RA, que voou do Boeing Field, em Seattle, para a base de manutenção da companhia em Tulsa, é a primeira das 100 unidades encomendadas pela American do modelo MAX 8. A companhia foi a primeira a encomendar o MAX.




Com consumo 13% menor que o 737-800, a American irá estrear a aeronave na rota Miami – Nova Iorque (La Guardia) no dia 29 de novembro. A expectativa é que o avião fique fixo na rota até o dia 14 de dezembro, quando começa a operar em outros destinos da American, principalmente os turísticos. Até o final do ano a companhia irá receber mais três aeronaves do modelo.

O 737 MAX 8 na American tem configuração padrão de 172 assentos, sendo 126 na Econômica, 30 na Econômica Extra e 16 na Primeira Classe. São 12 passageiros a mais que os 737-800 da companhia, totalizando duas fileiras extras. Todas as aeronaves são equipadas com Wi-Fi a bordo e tomadas nos assentos.

O número de aéreas norte-americanas que operam a nova aeronave da Boeing vai aumentando. A Southwest Airlines já recebeu nove unidades do MAX 8 e receberá o MAX 7 no próximo ano. Agora a American Airlines se junta ao time que também contará com a United Airlines, que encomendou os modelos MAX 9 e MAX 10.

Possível volta para o Nordeste brasileiro

A American Airlines operou as rotas Miami – Salvador e Miami – Recife entre 2008 e 2016. A rota foi descontinuada devido à crise econômica, associada ao início da retirada do Boeing 757 na companhia. Com o 737 MAX 8 surge uma nova oportunidade para a American no Nordeste, já que a aeronave é mais econômica e um pouco menor, levando até 16 passageiros a menos que o 757.

Voos diretos para o Nordeste a partir de Miami não são possíveis com o 737-800 devido ao seu alcance insuficiente. Já o 737 MAX 8 conta com um alcance máximo de 3.515 milhas náuticas (6.510 km). A rota entre a principal cidade da Flórida e Salvador tem uma distância de 3.392 milhas náuticas (6.281km), e entre Recife e Miami a distância é de 3.373 milhas náuticas (6.246 km).

Estas considerações foram feitas utilizando aerovias existentes no momento, e não consideram aeroportos de alternativa e tempo máximo de voo da aeronave, além de possíveis desvios em rota. Mas parece plausível operar um voo para a região Nordeste, que assim como a Flórida, conta com um importante fluxo turístico.

Com informações do AirlineGeeks e com fotos da Boeing.

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.
  • SV

    Pelo sistema estão programados 02 voos com o 737-8MAX. A estréia está programada para o voo AA1292 – LGA MIA as 11:00AM. Aparentemente, pelos horários de chegada em Miami e a próxima saída serão dois aviões diferentes. O segundo voo é o AA1290 que sai de Miami as 12:25.