Avianca Brasil foi a companhia aérea nacional que mais gerou valor para acionistas.

Avianca A320 sdads

A Avianca Brasil, membro brasileiro da aliança global Star Alliance, foi a companhia aérea nacional que mais gerou valor para si e para os grupos com os quais se relaciona, como clientes, colaboradores, acionistas e a sociedade. A informação foi publicada na quarta edição do estudo “MVP Brasil: Mais Valor Produzido”, elaborado pela consultoria DOM Strategy Partners, em parceria com o Centro de Inteligência Padrão, área responsável pela condução dos estudos do Grupo Padrão.

Entre os meses de janeiro e agosto, os especialistas do MVP Brasil 2016 analisaram cerca de 1.000 empresas de 22 setores da economia e acompanharam periodicamente indicadores de cada uma delas, tais como investimentos, balanços, informações publicadas na imprensa e premiações. Entre os 62 critérios e indicadores observados, também constaram dados de crescimento, inovação, eficiência, qualidade, relevância e criatividade das marcas envolvidas. Após uma triagem dos resultados obtidos e de uma pré-seleção de 200 companhias, pesquisadores de campo iniciaram entrevistas com os principais stakeholders das finalistas, chegando ao ranking final.

A Avianca Brasil figura em 37º lugar na lista das 50 empresas que mais produziram valor em 2016, sendo a única representante do setor aéreo presente no ranking.

“Ficamos muito felizes com o resultado do estudo. É um reconhecimento pelo trabalho que nosso time de 4,3 mil colaboradores realizou ao longo de 2016. Buscamos, todos os dias, entregar o melhor produto da aviação comercial brasileira, que hoje inclui maior espaço entre poltronas, entretenimento individual, internet a bordo, lanches quentes e atendimento personalizado. A satisfação dos nossos clientes, colaboradores e de todos os públicos com os quais nos relacionamos é um objetivo que perseguimos obsessivamente”, destacou Frederico Pedreira, presidente da Avianca Brasil.

“O MVP apresenta uma medida do valor produzido pelas empresas para os seus diversos stakeholders. Trata-se de uma avaliação feita de fora para dentro, a partir da análise de diversos ativos. Quem define se a companhia é sustentável ou se o atendimento é satisfatório são os públicos que com ela interagem. Isso confere maior validade. A Avianca Brasil está de parabéns pelo retorno que recebeu dos entrevistados”, destacou Daniel Domeneghetti, CEO da DOM Strategy Partners e coordenador da pesquisa.

“É um triunfo inquestionável da qualidade da gestão da Avianca Brasil. O MVP é uma régua de gestão que permite avaliar e compreender quais são os vetores e direcionadores da geração de valor em uma empresa. Ao projetar a análise para os 18 meses anteriores e os 18 meses posteriores, o mérito de uma empresa como a Avianca Brasil é indiscutível. Isso significa que ela opera em alta performance mesmo em um ambiente econômico desafiador como o atual”, analisou Jacques Meir, diretor de Conhecimento e Plataformas de Conteúdo do Grupo Padrão.

O Mais Valor Produzido, criado em 2013 e atualmente adotado por 64 das 100 maiores empresas como ferramenta de gestão de valor, é um método de avaliação multidimensional criado pela DOM Strategy Partners, primeira consultoria integralmente nacional focada em estratégia corporativa. O conteúdo completo da mais recente edição está publicado na edição de outubro da revista Consumidor Moderno.

Pela assessoria de imprensa da Avianca Brasil. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

8 Comments:

  1. Se tivesse valor operava pra Manaus

  2. “Companhia aérea nacional” é FORÇA DE EXPRESSÃO, NÉ ? A AVIANCA É COLOMBIANA .

  3. Llllkkllk Desde quando “conglomerados” tem nacionalidade verdadeira ? Klkk Sim, é uma realidade esse repolho de multinacionais, não só em aviação. Mas, por favor, me poupem de chamar de “nacional” ou “brasileira” essas associações .

Comente