AZUL divulga plano de frota até 2020.

No dia 6 de fevereiro de 2017, a AZUL Linhas Aéreas Brasileiras protocolou junto à Securities and Exchange Commission (SEC) o rascunho do prospecto para a abertura do capital da empresa, tanto na Bolsa de Nova York como na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), sob o código da ação “AZUL4”. O documento também detalha informações financeiras e plano de frota da companhia.

Em breve vamos analisar o prospecto com maior profundidade, no entanto, nesse artigo queremos explorar a expectativa de frota da empresa para os próximos anos. No quadro, publicado na página 131 do documento, a empresa expõe sua expectativa de crescimento de frota para os próximos quatro anos. Segundo o documento, a empresa pretende ampliar dos atuais 123 aviões operacionais para 151, um crescimento de frota de 23% em quatro anos.

O destaque fica por conta da frota de A320neo, que sairá dos atuais 5 aviões para 35 até 2020, o que contribuirá para aumentar a oferta de assentos em mais de 40% para com relação aos números de dezembro de 2016. Por sua vez, a frota de E-Jet permanece praticamente inalterada nos próximos anos, o que deve acontecer é a substituição de aeronaves mais antigas, pelos novos aviões da família E2. O mesmo ocorre com os ATR, cujo número passa de 39 para 40, no mesmo período.

Talvez o detalhe mais interessante, e que corrobora com informações que temos recebido e compartilhado com exclusividade, é que o Airbus A350-900 XWB não consta dos planos de frota da empresa para os próximos anos (como mostra o quadro abaixo, retirado do documento enviado à SEC). Ao todo foram cinco encomendas, das quais duas foram repassadas à sua empresa-acionista Hainan Airlines (HNA), os outros três continuam na carteira da Azul, mas já constam como “estocados” na linha de produção da Airbus, sem destino certo.

 

 

Seguindo-se o plano previsto, a empresa pretende aumentar de 5 para 7, o número de Airbus A330 da frota. Esses dois a mais são os mesmos que a empresa repassou à TAP no ano passado, como parte do ajuste de frota. Agora, essas aeronaves voltam a “vestir” o uniforme da empresa brasileira. Podem haver mudanças? Se a economia brasileira melhorar muito pode, mas no momento, a empresa acredita que a demanda vai crescer mais no mercado doméstico e internacional de menor curso do que no internacional de longo curso.

Entramos em contato com a empresa aérea, no entanto, ela encontra-se no chamado quiet period, que precede a abertura de capital na bolsa. Nesse período, a empresa não pode se pronunciar sobre questões estratégicas além do que consta do prospecto.

O documento enviado à SEC é público e pode ser visto na íntegra pelo link https://www.sec.gov/Archives/edgar/data/1432364/000119312517031614/d278992df1.htm. O plano de frota até 2020 foi inserido na página 131.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

106 Comments:

  1. Milton Malheiros Antonio Carlos Martins

  2. Eu não entendi porque as cias aéreas do Brasil não estão optando pelos modelo de aeronaves mais econômicas!!

  3. Agora sim tudo esclarecido Aeroin, muito legal o quadro postado, so esse ano vai chegar 10 A320neos, legal de +++++ ✈✈

  4. Rodrigo Francischett Occhiuto olhe isso

  5. Bom seria mais dá Embraer e menos Airbus

  6. ao menos fico muito feliz pelo A320neo na Azul♡♡♡♡♡

  7. nao entendi nao é certeza e vcs ja colocam como se fosse só acredito quando mudar a minha lista

  8. Mas e o 350 com pintura já que apareceu…?

  9. Nossa, a Azul não aumentará a frota dos Embraer? Que pena, apesar de ter previsão dos lindos A320neo aumentarem, durante anos os Embraer 190/195 deles foram a marca registrada e a cara da Azul.

  10. Cara, o documento é publico.
    Então acho que de exclusividade não tem nada. Agora se copiam o texto ai concordo.

    Tanto é que postei ontem o prospecto para a IPO.

  11. A todos que nos acompanham, faz-se necessário um comentário. Houveram outros sites que divulgaram que o A350 da Azul estaria no hangar de pintura, o que jamais foi verdade. Isso causou uma confusão e a impressão de que cada hora era um status diferente. Reafirmamos que apenas publicamos quando temos alto índice de certeza (quando a fonte é realmente muito boa) e novamente acertamos. Nos comprometemos em trazer a melhor informação sempre, conte conosco. Abraços aéreos.

  12. Roberto Navarone, Denilso Frutuoso Junior, Gilberto Ziebarth

  13. José Antônio Amarante Pereira

    Lamentável não ampliar aquisição de Embraer e pior ainda não retirar/substituir os atrezinhos!!

  14. Notícias desencontradas, uma hora novo A 350, agora, Azul não tem planos para a aeronave, muito confusas as reportagens.

  15. Rafael Borges e Felipe Torres, aquele dia no aeroporto que vcs estavam comentado a respeito de vagas em linhas aéreas. Acredito que com essa expansão, serão ofertadas muitas oportunidades!

  16. Como assim MDS amo a350 ele n vai chegar mais esse ano?

  17. porque nao guaxinins emmm?????????? compra pelomenos uns 2 a330-300 pra ficar uma frota atual bem recheada

  18. o pr-aiy e aix vao voltar pra azul ????????????????????? É SERIO ?

  19. Pingback: A350s da Azul são flagrados estacionados e sem pintura. - AEROIN

  20. Pingback: Krise in Brasilien: Azul verzichtet auf Airbus A350 | aeroTELEGRAPH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *