Boeing anuncia US$ 6 milhões à educação de sua futura força de trabalho.

Apresentação Boeing

Imagem: Boeing

A Boeing anunciou nessa semana que está destinando US$ 6 milhões de dólares em subsídios para mais de 50 organizações sem fins lucrativos e instituições de ensino no estado de Washington.

Os subsídios são destinados a programas que ampliem o aprendizado STEM (veja ao final dessa matéria a significado), o treinamento de mão de obra trabalhadora, e as oportunidades educacionais e de carreira para estudantes – particularmente para estudantes carentes que historicamente não tiveram oportunidade de seguir esse tipo de carreira. Inclusos nesses subsídios estão US$ 1 milhão de dólares para apoio futuro a estudantes que busquem educação STEM e oportunidades de aprendizado especializado em universidades locais.

A Boeing espera que uma parcela substancial de sua força de trabalho de Washington se aposente durante os próximos anos, e está trabalhando para garantir que os estudantes do estado tenham a educação e as habilidades para preencher essas lacunas e avançar junto à empresa em seu segundo século de existência. Esses subsídios fazem parte do compromisso de longo prazo da Boeing com o estado de Washington e irão preparar a força de trabalho para essas oportunidades no futuro próximo.

“A Boeing será um significativo provedor de empregos em Washington nas próximas décadas. Nossa esperança e objetivo é que esses empregos futuros continuem sendo preenchidos pelas crianças que crescem aqui no próprio estado,” disse Ray Conner, Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “Estamos trabalhando duro atualmente para dar aos estudantes de Washington oportunidades para empregarem-se na área aeroespacial, de manufatura e outros campos relacionados ao STEM quando eles graduarem-se. Mesmo diante do dinamismo da indústria aeroespacial, a Boeing continua consistente em seus investimentos no nosso futuro aqui em Washington.”

Da Assessoria de Imprensa da Boeing Commercial Airplanes.

 

Nota do Editor
A educação STEM (iniciais em inglês das quatro áreas utilizadas nesse modelo de ensino: Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) integra conceitos que são normalmente ensinados em separado em matérias de diferentes classes, e enfatiza a aplicação do conhecimento a situações da vida real. A lição em uma classe STEM tipicamente gira em torno de encontrar a solução para um problema do mundo real e costuma enfatizar o aprendizado baseado em projeto, diversas vezes envolvendo a construção de modelos e a simulação de situações.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

4 Comments:

  1. Adivinhem qdo é que os Empresários Brasileiros terão essa Mentalidade ???…..

Comente