Boeing considera encerrar produção do 747.

Cargolux 747-8F Delivery Honors Joe Sutter

Boeing 747-8 com adesivo em homenagem a seu “criador”

A Boeing pode encerrar a produção de seu icônico Jumbo, o 747. Decisão estaria sendo analisada após quedas em vendas e pressão por preços mais baixos, segundo fontes informaram.

“Se não conseguirmos obter pedidos suficientes, o fim da produção  não pode ser descartado, nós podemos bater recorde de prejuízos, que podem ser materiais, e é razoável a possibilidade de encerramos a produção do 747”, disse a Boeing na última quarta (27). A fabricante disse ainda que se mantém fiel ao plano de reduzir a taxa de produção a partir do mês de setembro.

“No programa do 747, nós decidimos reduzir expectativas futuras de produção e receita devido a situação atual e futura de fraqueza no mercado aéreo de carga”, complementou o Chefe Executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, após a divulgação de resultados financeiros.

“Apesar dos atuais desafios no mercado de carga aérea, nós continuamos a ver o 747 como uma aeronave única e de valor significante para os nossos clientes no longo termo”, finalizou Dennis.

A taxa de produção do 747 que era de 1,5 por mês em junho do ano passado, caiu para um por mês em julho deste ano. A aeronave, em seu último modelo, a versão -8, teve um sucesso limitado no mercado cargueiro e poucas vendas na sua versão de passageiros.

Atualmente restam pouco menos de 20 unidades para serem entregues, e é esperado que a última entrega seja para a Força Aérea dos Estados Unidos, que selecionou a aeronave para uso Presidencial, sendo o próximo Air Force One.


Traduzido e adaptado do canadense The Globe and Mail por Carlos Martins.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.
  • Catharina Costa

  • Num pode ser D:

  • Uma perda lastimável!!!✈
    Reginaldo Silva Bispo Anderson De Moura Batista Lorenzo Salzano Bissetti Alyne Alves Canuto

  • É… nada é pra sempre

  • Comassim produção??

  • Que horas pode começar a chorar?

  • Faz isso não moço!

  • O 747 Vái ficar na história

  • Aaaaaaaaaa…ele é tão bonito

  • Pode ser o fim do avião mais famoso do mundo :'(

  • Mais um ciclo da aviação comercial que se fecha .

  • Gosto muito do 747, mas não adianta nada fazer um avião que não vende. Depois do lançamento do A-380 e do Boeing 787 as vendas despencaram. Mesmo com o lançamento do 747-8 a coisa não melhorou. Os tempos são outros e a procura agora é por aviões mais eficientes. É uma pena que ele tenha que deixar de ser produzido, mas isso iria acontecer mais cedo ou mais tarde. Até o A-380 tem se mostrado um tiro no pé da Airbus, e muito provavelmente ele deverá sair de linha em breve também.

    • A380 não sairá tão cedo ou melhor,não existe esta possibilidade tanto que a Emirates sua maior cliente do jato A380 já fez uma encomenda de 27 unidades além de outras cias aéreas

    • Lembro de ter visto há um tempo que a Airbus estava tendo uma série de prejuízos por causa do A-380, mas talvez não seja verdade.

    • As noticias dizem que o A380 foi um fiasco. A Airbus apostou que as cia aéreas iriam fazer rotas a partir de grandes hubs, mas elas migraram pra vôos ponto a ponto. Isso não gera demanda pra uma aeronave tão grande. Tirando a Emirates, as outras cia não estão animadas com o jumbo da Airbus.

    • O A-340, com a produção encerrada, não deu os resultados esperados. O A-380 é uma bela aeronave, construída com o orgulho francês (vide Concorde), porém terá produção abaixo de esperado. Uma aeronave muito além da realidade do mundo atual. Já o B-747, cumpriu sua missão. É uma pena encerrar a produção, mas fez um excelente trabalho e mudou os rumos da aviação, durante a sua época.

    • Lufthansa,AirFrance(KLM),Thai Airways,Qatar Airways,Etihad Airways,Qantas,China Eastern Airlines,Asiana Airlines,Korean Air,Malaysian Airlines Singapore Airlines e Emirates são seus principais operadores sendo que a maior operadora do gigante A380 atualmente é a Emirates com pedidos firmes de 27 jatos

    • Sávio Rocha Barbosa, se você e os demais colegas entusiastas da aviação teiverem a oportunidade de ler, comprem o livro Boeing versus Airbus. Acho que esclarecerá por que a Airbus toma alguns prejuízos na cabeça.

    • Muito obrigado pela dica José Eduardo Crosera!

    • José Eduardo, é tanto “prejuízo” que a Airbus leva que ela é a líder absoluta com a família de jatos A320-321Ceo-Neo

    • Fora tudo isso q já falaram, ainda tem o suposto “A380neo”, que deve ser lançado em 2017, com aprimoramentos que reduzirão o consumo e aumentam a capacidade. #veremos

    • Justamente por causa do “ponto a ponto” as cias precisam de aviões como 777, 787, A350.
      Sobre a Emirates, compare os pedidos de A380 com os de 777.
      A Emirates praticamente solicitou à Boeing o desenvolvimento do 777-X .

  • O mais luxuoso

  • Na minha opinião, o avião comercial mais lindo da história!

  • O avião mais lindo já produzido….

  • Da pra trazer muitos esportistas em um mesmo voo….

  • Li que os últimos 748 serão entregues como cargueiros, uma pena.

  • Infelizmente. O 747-8i encerrou uma era…

  • Paulo Eduardo nãooooooooooooo

    • NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  • Andre Marcos Martins Neto Tapajós vou chorar

  • O 747 é um ícone da aviação. Triste notícia

  • Um mito, reconhecido até por leigos. Uma pena que vai deixar de ser produzido.

  • Naaaooo!!

  • Rafael Brito

    É triste saber desta intenção da Boeing, pois o 747 foi o marco da aviação, e realmente o 748I não teve o sucesso desejado pela Boeing, e isso se alia a crise global, onde querem se fazer mais com menos. Se hoje um jato com dois motores consegue transportar mais com um custo mais reduzido, pra que ter um avião com 4 motores e com um custo mais elevado? Não tiro a razão de pensarem assim, mas encerrar a produção seria uma perda muito grande. Suspender a produção até as coisas melhorarem e as Cias. voltarem a comprar seria uma alternativa.

  • porra

  • ai é foda, o aviao mais glorioso da boeing vai ser aposentado 🙁

  • Nãooooooooooooooo!
    RRaul Russo

  • PQP…..FDU ….podem ser os prefixos…kkkk

  • Beto Nunes!!

  • David Souza

  • Em terra de 777 e A350, os quadrimotores 747 e A380 perdem espaço

  • Porra 🙁

  • André Júnior

  • Igor Barbosa :/

  • Henrique Garcia …

  • oh rapais diga isso nao PQ VEÍ ?