Boeing prevê demanda de 1,2 milhão de pilotos, comissários e técnicos em 20 anos.

A Boeing emitiu hoje, 24 de julho, na EAA AirVenture Oshkosh, sua perspectiva 2017 para a demanda de pilotos, comissários e técnicos de manutenção para os próximos 20 anos, prevendo aproximadamente 1,2 milhão de novos profissionais.




Entre 2017 e 2036, a Boeing estima que a indústria aeronáutica mundial precisará de aproximadamente:

  • 637.000 novos pilotos de linha aérea;
  • 648.000 novos técnicos de manutenção;
  • 839.000 novos comissários.

O levantamento de 2017 mostra um leve incremento de 3,2% na demanda de pilotos em relação a 2016, e um também leve incremento de 4,6% na demanda de técnicos, influenciado pela redução das horas de manutenção necessárias nos novos 737 MAX.

A demanda projetada para os próximos 20 anos divida por região global fica como indicado a seguir:

Região

Novos Pilotos

Novos Técnicos

Novos Comissários

Asia-Pacifico

253.000

256.000

308.000

Europa

106.000

111.000

173.000

América do Norte

117.000

118.000

154.000

América Latina

52.000

49.000

52.000

Oriente Médio

63.000

66.000

96.000

África

24.000

23.000

28.000

Rússia/CIS

22.000

25.000

28.000

 
Informações pela Assessoria de Comunicação da Boeing.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *