Boeing e USAF firmam parceira para manter constelações de GPS.

Boeing F-15E Strike Eagle taxia na Base Aérea de Nellis.

A Boeing e a Força Aérea dos Estados Unidos assinaram recentemente um acordo de sustentação do Sistema de Posicionamento Global (GPS) que assegurará que as capacidades de navegação utilizadas por milhões de usuários militares e comerciais mantenham sua robustez nos próximos anos.

Segundo o acordo, a Boeing dará suporte pelos próximos cinco anos aos satélites GPS IIA e IIF, atualmente em órbita. A Boeing, que é a principal fornecedora de GPS há mais de 40 anos, agora faz parte do esforço da Força Aérea que pode resultar na próxima geração de satélites GPS.

“Este acordo dá continuidade ao forte legado da Boeing em inovações em sistemas de GPS e apoio a missões”, comentou Dan Hart, vice-presidente de Sistemas de Satélites Governamentais. “Estamos focados em oferecer capacidade de GPS confiável, acessível e flexível agora e para as gerações futuras”.

Coletivamente, os satélites Boeing GPS têm acumulado mais de 550 anos de operação em órbita. Em março de 2016, a companhia entregou seu 50º satélite GPS em órbita para a Força Aérea norte-americana e construiu mais de dois terços dos satélites GPS que entraram em serviço desde 1978.

Pela Assessoria de Imprensa da Boeing Brasil. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *