Bombardier recebe US$ 282 milhões do governo canadense. Embraer questiona.


A Bombardier está pronta para receber um novo financiamento para seus programa C-Series e Global 7000. A fabricante anunciou nesta semana serão capitalizados cerca de US$282 milhões na forma de empréstimos sem juros, nos próximos quatro anos, montante esse que vem do governo canadense.

A Bombardier, que obteve atrasos de produção de seus jatos comerciais C-Séries, chegou a fazer um pedido de financiamento de US$1 bilhão ao seu governo em 2015 a fim de garantir a produção e a competitividade da empresa. O jato executivo Global 7000, por sua vez, fez seu voo inaugural no final do ano passado e tem as primeiras entregas programadas para 2018.

Enquanto isso, o governo brasileiro e a Embraer questionam o financiamento. Segundo o Brasil, o acordo viola as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), uma vez que interfere no ambiente competitivo das empresas.

Na ultima quarta-feira (9), o Governo do Brasil abriu uma consulta na OMC e questionou o acordo, bem como alegou que a Bombardier já recebeu mais de US$ 4 bilhões em financiamentos, por vias questionáveis. O Canadá, por sua vez, afirma que seus financiamentos não infringem as regras do comércio internacional.

O caso será julgado pela OMC.

Fonte Flying News

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.
  • Vai continuar a briga, uma vez foi a Bombardier quem questionou, pois a Embraer recebeu ajuda do go verno brasileiro, agora é a vez da Embraer questionar. Isso ainda vai longe, mas a Embraer esta mil anos luz a frente.

  • Se não fosse o governo canadense, esse avião nunca sairia do chão! E o projeto está longe de ser um sucesso!

  • A Embraer num passado recente fez o mesmo é agora tá reclamando

    • Ta tipo dando o troco pq quando ela fez isso o Bombardier também tinha questionado kkkkkkkk

  • A embraer é uma merda mesmo, vai procurar melhorar seus aviões em vez de ficar criticando o dinheiro que o governo do Canadá, quem não tem competência não se estabelece.

    • Mas já aconteceu o inverso disso antes com a Bombardier reclamando, as duas são ruins então?

    • A Bombardier ela reclamou pois tinha acontecido alguma coisa que não me lembro foi tipo uma retaliação rsrs

    • Embraer merda???? Melhorar seus aviões?????? What?????? E já tinha acontecido o contrário por isso a Embraer questionou

    • Essa briga é velha quem começou primeiro vou a Embraer numa licitação que teve e que perdeu rsrs e você não quer comprar um jato da Bombardier com o da Embraer que ainda tem muito que aprender!!!

      • Luiz Fernando

        Primeiro vai estudar um pouco, vai se informar, depois volta aqui….

    • Embraer é mais forte no mercado que a Bombardier. A Brasileira é mais forte que a Canadense.

  • Se cada um cuidasse do que é seu e se importasse menos com os outros, a coisa seria bem melhor. Cada um tem o seu mercado e muito pouco vai mudar com ou sem ajudo do governo. A única diferença é que o governo brasileiro, não está nem aí para a Embraer. Então, corra atrás do prejuízo.

    • Luiz Fernando

      Existem regras no mercado internacional que precisam ser seguidas para se evitar a concorrência desleal.
      Por isso a reclamação. Os caras da Bombardier estão agindo de maneira desleal, contando com subsídios irregulares do governo canadense. Por isso a reclamação feita na OMC (a reclamação foi feita pelo Governo brasileiro).