BRASCOOTA próxima de ser a primeira cooperativa de transporte aéreo do Brasil.

brascoota

Fotomontagem da página da empresa no facebook

Começa a aparecer mais uma empresa aérea cargueira na aviação brasileira, a BRASCOOTA. A empresa é vinculada a grupos cooperativistas e será a primeira cooperativa de transporte aéreo do Brasil. Segundo informações da mídia paraense, onde a empresa foi registrada, o objetivo da companhia será o transporte de produtos perecíveis como frutas e carne ao redor do Brasil, trazendo integração entre os cooperados e os mercados consumidores.

As informações sobre a operação ainda são reduzidas, haja visto que a empresa encontra-se em fase pré-operacional, no entanto já é sabido a empresa contará com uma estrutura de aeronaves próprias, sendo as duas primeiras já conhecidas.

Uma das aeronaves é o Douglas DC-8-73CF (série 46047), prefixo PP-BEL, que voou anteriormente na BETA Cargo e está parado no Aeroporto de Guarulhos desde 2006, quando a empresa encerrou operações (fonte CH-Aviation).

A outra é o Douglas DC-8-73CF, série 45990, que já está à disposição da companhia. A aeronave é de 1968 e já operou em grandes empresas do setor de carga aérea, como UPS, DHL, Cargolux e está estocada desde 2015. O último prefixo foi N807DH, da empresa Skybus Jet Cargo.

A página do facebook da empresa está ativa e com atualizações constantes sobre o modelo de negócio e notícias sobre o cooperativismo. Entramos em contato na busca de mais informações, em breve retornaremos com as novidades.

65 Comments:

  1. Uiaaa Biondo Junior!!! Esse clássico está de volta!!!

  2. ainda voa aquele dc-8 kkk mesmo depois terem depenado todo ele

  3. Adelvan Gomes Santos Gabriel Azevedo Medeiros

  4. Como assim,uma cooperativa de vôo?alguém pode me explicar?rsrs

    • Voar como RBHA/RBAC 91, com carga própria , a legislação após mudança na última audiência publica esta sendo modificada para o novo modelo ainda não existente no mundo , algo novo onde o que proibido nao esta , permitido esta ate que se crie legislação própria.

  5. Ja começou mal com um museu com asas. Mta manutecao e consumo alto e pouca capacidade de carga

  6. Transportar produtos perecíveis em DC-8 ao “redor” do Brasil? Tem que ser muito otário para dar crédito a uma notícia dessas. Só pela foto do DC-8 trabalhada no Paint já daria notar é uma notícia fake.
    Se liga, Aeroin antes de postar notícia fajuta!

  7. Pra montar uma empresa com sucatas, aí meu fiii e lavagem de dinheiro com certeza

    • Quando vc trata uma cooperativa como empresa , demonstra nao ter lido corretamente a matéria , ou não ter entendido direito o que é um modelo Cooperativado.

  8. A imagem parece montagem. Olha para as turbinas! A fuselagem parece de um 757, mas possui quatro turbinas… trem de pouco triplo, comum nos 777. Hahaha não entendo nada de modelagem de avião, mas essa imagem…

    • Prezado Tiago , é um DC 8 73F com o modelo de pintura pretendida para a venda de mídia externas , vc nao acertou em nenhum comentário técnico seu , quantas horas de voo vc tem de DC8 ?

  9. Muito legal se tivermos a chance de ver dois DC-8 voando novamente!

  10. Muito bom ter mais uma compania voando nos céus Brasileiros, ainda mais com esses clássicos!!!
    Mais que isso cheira lavagem de dinheiro, sim cheira, e das fedenas víu!

    • Lavagem pode existir no modelo de Leasing, na compra não , ainda mais quando o valor é mínimo, o Desconhecido inicialmente deixa a todos com dúvidas mesmo.

  11. é bom ter novas concorrentes, mas tem que dar uma boas revisadas nessas aeronaves veteranas, para evitar o pior, boa sorte

  12. Vão voar com um avião de 1970 sério ? O custo para a manutenção custa praticamente outro avião…

  13. O BETA parado em GRU, tá de brincadeira…… acho que essa aeronave não voa mais não em….. veja lá.

  14. Só não entendi porque não escolheram um MD11 como muitas pelo menos, mas vou amar ver este clássico no ar!!

  15. E a vontade de ver esses dc 8? Hahahah ♡

  16. Qualquer aficionado por aviação do nível Massinha I sabe que essa feitiçaria não sai do papel e se sair não tem viabilidade. País aborrecido, Santo Deus!!!

    • Édi , sai do papel sim , pode acreditar , pois são vários profissionais dando forças juntos em um modelo de uma cooperativa Aérea, ou voa , ou todos voltam a entregar CV em RH’s de aéreas , só ai já é um motivacional sem precedentes para todos darem tudo de si. A experiência que nos torna todos juntos maior que um sozinho.

  17. Se está na internet é porque é verdade.

  18. Ou é notícia fake ou lavagem de dinheiro. DC-8 não voa espaço aéreo RVSM vai ter um consumo muito maior, é inviável comercialmente

  19. Se dinheiro não é o problema, tem duas aeronaves Boeing 727-200 encostados aqui em SBSL nas cores da falida Air Brasil.

  20. O DC 8 73F e todo estoque de reposição da Beta e Skymaster deve ter sido comprado por alguém , certo ? Trazer aeronave voando com um vasto número de peças de reposição , turbinas CFM 56C guardadas onde foram fabricafas um numero de 25 mil, ter uma aeronave que transporta 48 toneladas , enquanto o A300 transporta 45 e o B767 200 42 tonelas, consumir menos que todos os concorrentes, e comprovadamente ser aeronave com aeronavegabilidade em dia , e tendo mercado comprovadamente garantido , ser um modelo no qual todos são dono do negócio , e não empregado onde nas aéreas o lucro fica só com o patrão, e ter sido finalista de evento Internacional como uma das melhores startup do ano, isso é uma condição para quem conhece o que é uma Cooperativa , e nao desacredita no seu país , e em uma possibilidades de vários se juntarem e não desejarem mais ser empregado de outros , fazerem o diferente de tudo , e os tornar possíveis de serem julgamos por alguns que sem entender , sem pesquisar …. Possam escrever o que acham … Agora ser o primeiro modelo no mundo , algo nunca pensado antes, é que é motivador , e nos fazer todos os dias acreditarmos que seremos capaz , ainda mais quando juntamos um time onde temos profissionais vindo de todas as empresas aéreas , onde todos são iguais , pilotos , Mecanicos , administradores , corpo técnico , com o mesmo ganho financeiro e divisão nas sobras . A crise é o momento de se procurar alternativas , e as tivemos que fazer , e foi o melhor. Deus existe para quem quer trabalhar e corre atrás …. Foi muito melhor que ficar entregando CV e dermas analisados por RH de Aereas. Obrigado pelos que parabenizam e dão força a ideia e agora Pré Projeto. Paulo Renato (Brascoita)

  21. Parabéns a quem fez a pesquisa sobre a primeira Cooperativa de Transpirte de Carga Aérea do Mundo , chamada de Brascoota , as informações estão bem próximas , sinal que pesquisou , e o que vier apartir de agora é cópia da primeira . Comentários que vem de quem dei sinal positivo pata a iniciativa , tem que ser agradecido , e por aqui o fazemos . Vários países ja nos contactaram para transmitirmos conhecimentos da iniciativa. Nossa fase é pré operacional e alguns novos rumos ainda poderiam ser tomados , devemos ser lançados ate o final de setembro. Paulo Renato

  22. Tiago Santos É sim um DC8, “retrofitado” com 4 “motores” CFM56-2/ 22k cada, que substituíram os JT3D. Quanto ao trem de pouso principal, eles tem 2 conjuntos de rodas em cada “truck”. Acho que na foto aparecem 3 devido o ângulo em que a foto foi tirada. O terceiro conjunto seria do trem direito.

  23. joseluizdacosta@bol.com.br

    Quero ver voando. As 4 aéreas já tem porão para carga. Ou tem muita carga ou o preço está caro.

  24. pabens mcdonnel douglas DC-8 voce continua jovem. a nacao americana sao os melhores.

  25. Acredito no Cooperativismo! Alguns comentários maldosos são de pessoas que não conhecem o espírito cooperativista. Por óbvio que pessoas de má índole existe em todos os setores, por isso algumas Coop não são sérias, mas a grande maioria o é, pois temos auto-regulamentação e muitas normas para cumprir. O sucesso de uma Coop, como de qq empreendimento, vai depender de fatores humanos e de mercado. Os Humanos são mais fáceis de “controlar” já o “mercado” depende do arrojo do empreendimento e de seus mentores e principais gestores! Sucesso ao empreendimento e todos esperamos que seja sério e não fake!!!!!

    • Prezado Luiz Costa, parabéns pela clareza sobre o Cooperativismo.
      Na Brascoota, somos todos donos e igual na mesma porcentagens do capital integralizado, o pensamento é que “ninguém sozinho é melhor que todos juntos” …
      Nós já demos certo, A ideia é boa,
      Espero ter oportunidade de no futuro nos encontrarmos, esse ano estaremos com stand na EAB em Maringá/PR, será o terceiro seguido lá.
      No golge vc vai encontar muita informação nosso, e por onde ja estivemos.
      Abraço

  26. Ratifico o serial das aeronaves,

    46133/534 TACS ultimo voo 2011 Prefixo PR-PFS
    45990/375 SKY BUS JET CARGO Ultimo voo 2015 Prefixo PR-PFZ

  27. o a340 do passado kkkkkkkkkkkkkkkkk

  28. Apesar de todos os tipos de comentários eu espero ainda ver essa cooperativa BRASIL TRANSPORTE AÉREO DE CARGAS decolando pois já faz alguns anos que estão falando dessa cooperativa chamada BRASCOOTA , sendo que em Lins interior de São Paulo já tem alguns materiais de aviação sendo turbinas de aeronaves sucateadas e trazidas para a cidade de Lins SP onde vai funcionar essa cooperativa esperamos que seja realidade sobre essa iniciativa pois assim gerará receitas para o município de Lins SP e empregos em várias áreas desejo total sucesso para essa cooperativa e seus administradores!

    • Bom dia Augusto Petes.
      Como eu comentei antes, se não se conhece o que esta acontecendo e em que fase esta o projeto, fica difícil entender e fazer comentário.
      Entenda que na aviação, o que para alguns as vezes é Lixo, para outros as vezes é luxo ainda se conseguir a tal peça, e ser reparada.
      Vc esta vendo a dois anos os movimentos em Lins, me apresente uma empresa aérea que no prazo de dois anos já estava voando e toda instalada ? O mercado sinaliza com um gasto inicial sem incluir compras de aviões e ferramental, em torno de 6 milhões de reais, e dois anos para começar a Anac analisar sua documentação de criação de uma empresa aérea, imagina um modelo novo no RBHA 91, e sem legislação para o seu caso, acredite que não será fácil.
      Vejo muita gente em Lins torcendo para o sucesso,e a ele Deus depende, se fizermos a nossa parte.
      A Industria aeronáutica requer que praticamente todos envolvidos tecnicamente, tenham conhecimento básico na linguá inglesa, e que goste do ambiente, esse é o primeiro passo,
      A cidade de Itápolis (EJ) e a Embraer em Gavião Peixoto são fortes motivacionais para estarmos em Lins.
      Até agora só temos a agradecer a todos de Lins/SP que nos apoiaram.
      Quanto aos impostos a deixarmos em Lins, tenho visto que o atual prefeito sabe investir muito bem, e ele e sua equipe são responsável por terem nos levado até ai, e hoje sua cidade já é a 26ª em melhor qualidade de vida, 29ª em melhor infraestrutura, 100% saneada, entre outros do Pais, Lins esta de parabéns.
      Prazer,
      Paulo R. Fernandez

  29. Não sou piloto mas sou apreciador de aeronaves e que mais espero poder ver é essa cooperativa de transporte aéreo de cargas que vai ser inaugurada em Lins – SP no dia 20 de setembro vai ser lançada oficialmente e esperamos ver essa cooperativa forte a cada dia e tampando a boca de muitos por aí que desde já a criticam sem necessidade pois antes de ser criticada temos que esperar para ver se realmente vai sair do papel e colocarem em operação total a todo o vapor pois o projeto e intenção dos envolvidos nesse projeto Brascoota é de total respeito mas como disse vamos esperar para podermos ver de perto essa iniciativa desde já Parabéns ao Paulo Renato presidente dessa cooperativa por acreditar na importante cidade de Lins SP e o aeroporto municipal pois essa cidade está em uma excelente localização de previlegio em termo de logística pois está no centro do estado de São Paulo e no entroncamento com MATO GROSSO DO SUL , PARANÁ E MINAS GERAIS com fácil acesso para esses destinos e a aerovia passando em cima de Lins SP e por ter várias empresas multinacionais exportadoras de produtos para o mundo a fora Parabéns a importante cidade de Lins SP sucesso a Brascoota !

    • Obrigado pela força Tiago, entenda que somos um modelo unico e primeiro no mundo.
      É besteira tentar perder tempo com quem não entendeu o projeto, e mesmo sem querer entender do que é o novo, o diferente, no minimo se manter na neutralidade, e aguardar para ver.
      Dos que escreveram acima, não identifiquei quem tenha mais experiencia de voo e administrativa que os diretores da Brascoota.
      Eu agradeço a Aeroin pela preocupação de transmitir o mais próximo do pretendido, temos os segredos normais de mercado, que estão guardados e não podem ser divulgados.
      “Eu não sei a chave para o sucesso, mas a chave para o fracasso é tentar agradar a todos.” – Bill Cosby
      Em 6 meses Lins já recebeu 5 novas empresas, e a meta é até o final do ano termos 10 instaladas no aeroporto.
      Abraço e bom final de semana a todos.
      Paulo Fernandez.
      .

      • Olá alguém sabe dizer se o projeto de ampliação da pista de pousos e decolagens em Lins SP como esta é quando começam a construir aquela pista de pouso de 3.600 metros para poder pousar e decolar aviões cargueiros pois está no aguarde para o projeto Porto seco no aeroporto Lucas Nogueira Garcez em Lins – SP ?

  30. Telmo Osório Pacheco

    Se com estes motores e a capacidade de carga
    Ele é considerado ultrapassado então eu não sei
    o que serviria para voar por aqui. Eu voei estes
    73 como copiloto e os 63 como Cmte no Bahrain.
    Apenas para ilustrar, em um dos cheques de
    manutenção, enquanto o DC-8 tem 90 itens de
    verificação de estrutura os B-707 tem 200 !!

  31. Uma proposta incrível através do Cooperativismo que vem para revolucionar o mercado aéreo, não só no Brasil, mas em todo o mundo!
    Acredito no Cooperativismo e seu poder se influenciar vidas.
    Parabéns aos idealizadores pela incrível proposta e espero em breve ver essa Cooperativa literalmente decolando!

Comente