‘Check-in do futuro’ é inaugurado pela Virgin Australia.

Virgin
A SITA anuncia novos serviços flexíveis e inovadores para os passageiros, em colaboração com a Virgin Australia, uma das maiores companhias aéreas australianas. Os serviços de check-in acabam de ser lançados no novo terminal doméstico do Aeroporto de Perth e incluem o primeiro hardware único de uso comum para quichês híbridos do mundo. O sistema pode mudar rapidamente do modo de autodespacho de bagagem para serviço completo de balcão tradicional. A nova solução da SITA permite à companhia aérea fornecer diferentes níveis de autosserviço com base nas preferências dos passageiros e companhias aéreas. Tudo isso a partir de uma plataforma de uso comum.

Ilya Gutlin, presidente da SITA na Ásia-Pacífico, afirma: “Esse é um momento muito emocionante tanto para a Virgin Australia quanto para a SITA. O novo terminal doméstico da companhia aérea no aeroporto de Perth foi projetado para gerir os passageiros de forma rápida e com a qualidade que eles desejam. Trabalhar em parceria com a Virgin Australia permitiu combinar nossas ideias inovadoras e o resultado é essa tecnologia revolucionária”.

A SITA trabalhou em estreita colaboração com a Virgin Australia para entregar a nova tecnologia que inclui o serviço de touchscreen, através do qual a Virgin Australia é bastante conhecida, e, também, capacitar os clientes para realizar seu próprio check-in e despachar a mala. A SITA é a líder mundial na implementação da solução AirportConnect® Open, plataforma de uso comum, com forte integração dos seus parceiros Daifuku BCS, para a gestão de bagagens, e Vedaleon Technologies, para software de aplicação.

Os quiosques híbridos fazem parte da primeira implantação mundial com as especificações mais recentes da Associação Internacional de Transporte Aéreo (International Air Transport Association – IATA). São capazes de realizar operações do balcão do agente aeroportuário e despacho de malas, a partir de um único hardware. A tecnologia estabelece um novo padrão não só para os aeroportos australianos, mas para todo o mundo.

Esse projeto tem redefinido a experiência do cleinte da Virgin Australia, em Perth, pois reúne o trabalho de liderança da companhia, famosa pelos sistemas aeroportuários, com o know how da SITA, que está presente em mais de mil aeroportos do mundo.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

3 Comments:

  1. Os kioskes de auto atendimento são realmente o futuro do check-in. Mas ainda são um futuro relativamente distante. Não pela falta de tecnologia, mas por medo dos clientes em opreá-los. Por mais que a inteface seja amigável e intuitiva, a primeira reação deles quando são direcionados à máquina é dizer: “Mas eu não sei fazer isso!”, sem nem sequer ter tentado. E no fim o agente que está ao lado da máquina acaba por fazer tudo por ele, da mesma forma como se estivesse num balcão de check-in tradicional. Além disso há ainda a preferência por parte do cliente em ser atendido por uma pessoa, alguém com quem ele possa dialogar e tirar suas dúvidas e resolver seus problemas, quando há. A tecnologia é e sempre será nossa aliada, mas será sempre necessária a presença humana, da mesma forma que uma aeronave é capaz de voar sozinha, mas o piloto ainda se faz necessário. Asim sendo, os kioses podem nos ajudar muito a tornar o atendimento mais eficiente uma vez que os clientes estejam acostumados com eles, mas ainda assim não há nada que irá substituir o contato humano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *