Chega ao Brasil o A350 XWB para virar o jogo em favor da TAM. Veja fotos.

IMG-20151218-WA0004

Ao tocar a pista do BH Airport – Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, nessa sexta-feira, dia 18 de dezembro de 2015, o Airbus A350 XWB começa a escrever uma nova página na história da aviação comercial brasileira.

Trata-se de uma aeronave de última geração, que carrega o que há de mais moderno no mundo em componentes estruturais e instrumentos de navegação. Além disso, é a aeronave mais larga da categoria, o que entrega uma experiência de voo diferenciada. O A350 XWB será a aeronave capaz de ajudar a TAM a mudar de patamar no segmento internacional, a partir da redução de custos e maior eficiência operacional, que é o que todos buscam hoje em dia, além, é claro, do conforto.

A TAM será a primeira companhia aérea das Américas a voar com o A350 XWB e a quarta a operar o modelo no mundo. O Grupo LATAM Airlines, criado a partir da associação entre as companhias LAN Airlines e TAM Linhas Aéreas, já encomendou 27 modelos A350-900 que irão realizar, a partir de janeiro de 2016, voos entre São Paulo e Manaus. Na sequência, as operações internacionais se iniciarão nas rotas São Paulo – Miami e São Paulo – Madri.

IMG-20151218-WA0002

 

“Escolhemos São Paulo/Guarulhos – Manaus como a rota inaugural do A350 XWB para que as diferentes áreas da companhia, principalmente as operacionais, se familiarizem com o novo modelo de equipamento, que pertence à última geração de aeronaves de longo alcance. Além disso, é interessante termos um avião deste porte, mesmo de forma temporária, no principal trajeto do mercado brasileiro de cargas e da TAM Cargo, nossa unidade de cargas”, afirma Ruy Amparo, vice-presidente de Operações e Manutenção da TAM.

Para que os futuros pilotos do A350 XWB estejam totalmente familiarizados com o manuseio da aeronave, eles vão cumprir cerca de 60 dias de treinamento em solo e em voo. Esses profissionais hoje operam o modelo A330 e serão designados para comandar o A350 XWB devido à similaridade entre as linhas de produtos da Airbus. Essa semelhança inclusive facilita e reduz custos de operações, treinamento e manutenção.

 

Conforto interno

A aeronave da TAM terá 348 assentos, dos quais 318 na Classe Econômica e 30 na Premium Business, num conceito totalmente novo de acomodação e assentos, feito especialmente para as aeronaves dessa geração. Veja algumas fotos com concepções artísticas do interior da aeronave.

 

O A350 XWB conta com a cabine mais avançada da Airbus. A fuselagem extra-larga oferece espaço extra para os passageiros em todas as classes e assentos com 18 polegadas de largura, em fileiras com nove lugares, como padrão na classe econômica.

O design da cabine do A350 XWB – com curvas suaves, linhas fluídas, iluminação inovadora totalmente em LED e janelas grandes – também gera uma atmosfera agradável e relaxante. Janelas panorâmicas largas criam grandes ângulos de visão, oferecendo a passageiros de todos os tamanhos uma boa visão do mundo exterior.

O A350 XWB leva o entretenimento de bordo a uma nova dimensão. Usando banda larga em fibra óptica, o vídeo em alta definição se torna uma realidade para todos os passageiros. Monitores em cada assento receberam um upgrade com novos padrões – começando com telas de até 12 polegadas na classe econômica.

A conectividade total permite a interação com o mundo externo por meio de aplicativos com base na internet e celular, além de suportar todos os dispositivos pessoais. Os passageiros ficarão conectados e poderão aproveitar o serviço de entretenimento mais moderno disponível.

IMG-20151218-WA0005

 

Requerimentos crescentes de volume de bagagem de mão em todas as classes são atendidos pela grande capacidade dos compartimentos superiores, que permitem mais de uma mala com rodinhas por passageiro em todas as classes.

Conceitos inovadores de iluminação oferecem aos passageiros conforto e bem-estar ao reduzir o efeito do jet-lag, com destaque para a sensação de qualidade e espaço da cabine em geral. A iluminação totalmente em LED permite 16,7 milhões de cores diferentes para ambientações personalizadas.

Os sistemas de controle de ar do Airbus A350 XWB ajudam os passageiros a ter um voo mais relaxante. Todo o ar da cabine é renovado a cada dois a três minutos, em um ambiente sem corrente e temperatura ideal.

 

Agradecimentos

À BH Airport por permitir as fotos da aeronave aos Srs. Lucas Ulhôa e Marcos Junglas por intermediarem junto à concessionária. Também ao Sr. Reinaldo Neves pelo apoio.

IMG-20151218-WA0003

56 Comments:

  1. Maravilhoso! Alguém sabe me dizer o número do vôo que ele vai operar até Manaus?

  2. Maravilhoso! Alguém sabe me dizer o número do vôo que ele vai operar até Manaus?

  3. Chegou a nova estrela a solo Brasileiro. Bem vindo e muito sucesso.

  4. Lembrei de ti Relson Salles. Tudo o que tem de última geração parece estar nela, heim? Bons vôos.

  5. Não vai ter mais o “The Magic Red Carpet” ?

  6. Espero q o A350 ñ de os problemas dos A330

  7. Mais um erro administrativo. A medida que estes aviões forem sendo entregues, voarão MAO, MAD e depois MIA. E ninguém se pergunta o que farão com os 77W que serão retirados destas rotas. Não há expansão de malha, muito pelo contrário, com a retração gigante da economia, o que deveria haver era redução. Enfim… mto avião , pouca demanda e pouca malha.
    Legal receber avião novo? Ser a primeira das Américas??? Bacana…. mas tá faltando lógica.

    • A lógica é a substituição de aeronaves de gerações anteriores por outras mais eficientes. Enfim, as companhias brasileiras estão sufocadas e qualquer eficiência operacional extra pode mudar o jogo.

    • Mas não estamos falando dos A332 mais antigos e que restam só 8 na frota. Lembrando que a LAN mandou pra cá os 763 e que assumiram muitas rotas que eram dos 332.
      Estamos falando que os A350 substituirão 763 em MAO e MCO e 77W em MIA e MAD e estes aviões são mais novos.
      Sem contar que o compromisso de frota do
      A359 é de 27 aeronaves. Há matematicamente um excesso
      de aviões, sem expansão
      de malha e de demanda.

    • Mas não estamos falando dos A332 mais antigos e que restam só 8 na frota. Lembrando que a LAN mandou pra cá os 763 e que assumiram muitas rotas que eram dos 332.
      Estamos falando que os A350 substituirão 763 em MAO e MCO e 77W em MIA e MAD e estes aviões são mais novos.
      Sem contar que o compromisso de frota do
      A359 é de 27 aeronaves. Há matematicamente um excesso
      de aviões, sem expansão
      de malha e de demanda.

    • Richard Gilbert Adams Jr praticamente todos os A330 serão tirados de serviço ao mesmo tempo, este ano mais especificamente em junho será o último vôo de um A330 na TAM. O HUB do nordeste está prestes a ser definido, faltando somente ser de conhecimento da LATAM, qual concessionária irá assumir o Aeroporto de Fortaleza, para que a mesma decida onde será o HUB, com isso, várias outras rotas nacionais e internacionais serão criadas, fazendo-se necessário a alocação de aeronaves nessas novas rotas, mais provavelmente os B763, faltou você lembrar que os 27 A350, chegarão aos poucos, daqui até o último chegar, alguns B77W e B763, já estão em fase de substituição.

    • Os planos são estes, mas já combinaram com a demanda e a economia afundando e sem perspectivas de melhora nem a médio prazo?

    • Se a TAM tirar 777 da frota a família Cueto pode pegar a TAM e levar para Chile. Sou muitooooo mais o Boeing 777 e infelizmente a TAM não ter comprado 787.

    • A comprou este monte de avião, com a econômica ruim desse jeito . A TAM deveria colocar vôos para Ásia e Oriente Médio, com isto colocava o 777.

    • É tudo questão de números! A359 vem para substituir A332 e 77W. Alguém aí mencionou o mais importante: Quantos anos até todos os 27 serem entregues? Até lá a Tam pode repassar os acima mencionados pra Cargo ou até pras unidades da Latam em outros países, além, é claro, de devolver ou arrenda-los, como a Gol faz

    • Tenho um amigo meu piloto de teste da TAM,ele foi p fábrica da Airbus treinar justamente nos A-350 para que repasse o treinamento para is pilotos que VÃO pilotar os mesmos aqui no Brasil,e já esse mesmo amigo vai para a fábrica da Boeing treinar nos novos 777 que a TAM também está adquiririndo para 2016.ano novo frota nova.

    • Os A330 serão devolvidos, a medida que os A350 forem chegando!

  8. Que eu saiba, ele vai ter seu primeiro voo GRU – MAO e depois vai operar trechos internacionais para MCO MAD e outra que não lembro no momento

  9. Adorei espero poder viajar nele um dia…

  10. desculpas mais não adianta ter uma mega aeronave se o serviço de bordo for a mesma merda.

  11. Eles tem contratar mais funcionários.

  12. Detalhe que as fotos do interior são fotos de um 787…

  13. O que falta são câmeras no bico, nas asas e na traseira para que os passageiros tenham uma visão de 360° do trajeto percorrido através de tela LCD nos assentos.

  14. Pode trazer o 380 ou o ônibus espacial, sendo da Tam (taxi aéreo chileno) vai ter cagada no embarque, atraso, over e cia Ltda

  15. A vcs da aeroin brasil estão de parabéns pelas informações prestada para nós amantes da aviação. Tentei parabeniza na página central mas não tinha opção de postagem.

  16. Virar o jogo em que sentido… é só mais um tipo de avião. O serviço não muda em nada.

  17. chegando agora em gru bonito d mais =)

  18. Muito bacana. Mas queria aviões mais confortáveis também. Sem ter que compartilhar o braço da cadeira.

  19. Parabens pra quem viaja nisso!!!

Comente