Com feras e revelações da acrobacia, CBA 2016 homenageia André Textor.

CBA 2016 17

Texto e imagens por Murilo Basseto.

O IV Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea 2016 do CBA – Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas – foi mais uma vez recebido de braços abertos, ou melhor dizendo, de hangares e espaço aéreo abertos, pela AFA – Academia da Força Aérea, a casa da Esquadrilha da Fumaça em Pirassununga-SP.

E o saldo final da quarta edição da competição, realizada de 22 a 24 de julho, não poderia ter sido melhor. Presença de grandes feras da acrobacia nacional, revelações mais do que interessantes nas categorias Basica e Esporte, e uma bela homenagem a André Textor, que no ano passado, pouco depois de sagrar-se campeão da categoria Avançada, partiu mais cedo para céus que ainda não conhecemos.

Até mesmo o veterano Fernando Paes de Barros esteve presente para acompanhar o CBA 2016. Paes de Barros é considerado um dos melhores pilotos da história da acrobacia aérea brasileira, sendo reconhecido internacionalmente pela participação em competições mundiais. Uma presença de honra para todos os participantes.

Confira a seguir os principais detalhes e não deixe de aproveitar, ao final da matéria, nossa exclusiva galeria de imagens mostrando a incrível variedade de aeronaves e pilotos que se reuniram na AFA para o CBA 2016.

Categoria Básica

Na categoria Básica, que apresenta uma sequência bastante curta com apenas 6 manobras, a novidade ficou por conta da própria Academia da Força Aérea. Pela primeira vez o campeonato contou com a presença de um militar, o Capitão Cruz, instrutor de voo da AFA. Voando o clássico T-25 Universal, aeronave de instrução básica da Academia, Cruz garantiu a terceira colocação entre 12 competidores.

Cap. Cruz, instrutor da AFA, competiu com o T-25 Universal.

Cap. Cruz, instrutor da AFA, competiu com o T-25 Universal.

CBA 2016 05

O pódio da categoria, que premiou os quatro melhores pilotos, foi completado pelos pilotos Faco, na primeira colocação com o CAP 10B PP-ZJC, Fernando Locatelli, na segunda posição com o CAP 10B PP-NBW, e Walter Otto, na quarta colocação com o Christen Eagle PP-ZEX.

CBA 2016 Básica

CBA 2016 06

Categoria Esporte

Um nível acima da categoria Básica, a categoria Esporte destacou-se pela alta competitividade, com um total de 17 participantes. A revelação ficou por conta da presença da piloto Juliana Fraschetti, marcando a primeira participação feminina na história do CBA. Voando o RV-7A PP-XSG, Juliana obteve a oitava colocação na Esporte e uma justa homenagem do CBA por trazer novamente a mulher às competições aéreas no Brasil.

Juliana recebe a homenagem do CBA.

Juliana recebe a homenagem do CBA.

Na categoria Esporte o CBA também premiou os quatro primeiros colocados. O título da categoria ficou com Pedro Tolomei, pilotando o Pitts S-2C PP-ZTE, seguido de Oswaldo Guerra, com o Decathlon PR-OGN, Juliano Barros, com o Christen Eagle PR-ZJB, e Christiano Oliveira, com o Decathlon PR-OLL.

CBA 2016 Esporte

CBA 2016 07

Tolomei, com o PP-ZTE.

Tolomei, com o PP-ZTE.

Categoria Intermediária

Subindo mais um nível na escala de dificuldade das categorias, nota-se uma escassez da competidores devido ao alto grau de complexidade já presente nesta que é a terceira das cinco categorias. Uma vez que o campeonato apresenta-se apenas em sua quarta edição, é natural que nos próximos anos mais pilotos subam de categoria após ganharem experiência nas categorias inferiores.

Apenas três pilotos participaram da Intermediária, ficando o título com o Eduardo Venson, pilotando o Slick 360 PR-ZVH. Denis Schwarzenbeck levou o segundo lugar com o Extra 330LC PR-XLX, e Marcelo Menegati completou o pódio com o Christen Eagle PP-ZEX.

CBA 2016 Intermediária

CBA 2016 08

Venson, com o PR-ZVH.

Venson, com o PR-ZVH.

Denis, com o PR-XLX.

Denis, com o PR-XLX.

Menegati, com o PP-ZEX.

Menegati, com o PP-ZEX.

Categoria Avançada

Sem aeronaves e sem pilotos, o ponto alto do Campeonato Nacional de Acrobacia Aérea 2016 ficou, sem sombra de dúvidas, com a categoria Avançada.

Como forma de homenagear André Textor, que perdeu a vida no ano passado poucos meses após sagrar-se campeão da Avançada, em 2016 não houve participantes na categoria. Dessa forma, André permaneceu por mais um ano como campeão brasileiro da Avançada.

Em um momento de grande emoção, Beto Textor, pai de André, recebeu das mãos de Luiz Dell’Aglio o trofeu de campeão e fez um lindo discurso agradecendo o apoio recebido desde sua perda. Além do trofeu, o próprio campeonato foi batizado de Trofeu André Textor.

Beto Textor recebe o trofeu de campeão do filho André Textor.

Beto Textor recebe o trofeu de campeão do filho André Textor.

CBA 2016 01

CBA 2016 02

Categoria Ilimitada

No topo do crescente nível de complexidade das cinco categorias, a Ilimitada mostra-se um espetáculo à parte. Com a participação de três Sukhoi e da aeronave brasileira CEA-309 Mehari, a categoria contou com a presença do piloto Francis Barros, que representa o Brasil na Challenge Class da Red Bull Air Race.

Com o Sukhoi 31 PT-ZSV, Francis levou o título da Ilimitada, mas não sem receber forte concorrência de Marcos Geraldi e Márcio Oliveira. Apenas na última das três sequências Francis conseguiu confirmar o primeiro lugar. Como campeão da categoria Ilimitada, Francis leva também o título de Campeão Geral Brasileiro no ano de 2016.

Segundo colocado, Marcos Geraldi pilotou o Mehari PT-ZTG. Márcio Oliveira completou o pódio com o Sukhoi 26 PT-ZSZ. André Engelmann teve problemas técnicos, voando apenas a primeira das três sequências com o Sukhoi 26 PT-ZSW.

CBA 2016 Ilimitada

Francis Barros, campeão brasileiro de acrobacia aérea de 2016.

Francis Barros, campeão brasileiro de acrobacia aérea de 2016.

Geraldi, com o PT-ZTG.

Geraldi, com o PT-ZTG.

Márcio Oliveira, com o PT-ZSZ.

Márcio Oliveira, com o PT-ZSZ.

Bônus

Além do sucesso absoluto do campeonato, bastante elogiado pelo Comandante da AFA Brigadeiro Valdares e pelo comandante da Esquadrilha da Fumaça Tenente Coronel Caldas, quem esteve na Academia ao longo do domingo contou com um presente da Esquadrilha da Fumaça.

A Esquadrilha decolou para cumprir sua missão de homenagear a Tocha Olímpica em São Paulo e, tanto na decolagem quanto no pouso após o retorno, realizou passagens baixas sobre a Academia, brindando a todos com o lindo som dos 7 Super Tucanos em formação!

Confira a seguir a galeria completa do CBA 2016.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.