Cruz Vermelha e Lufthansa Cargo transportam 15 mil camas de campanha para os refugiados.

lufthansa-gewerkschaft-cockpit-piloten-streik
A Cruz Vermelha Alemã e a Lufthansa Cargo transportaram por via aérea mais de 15 mil camas de campanha nos últimos dias da América do Norte para a Alemanha. Na manhã da última terça, 22/09, o voo LH419 partiu de Washington pontualmente às 7h23 no centro de distribuição da companhia aérea depois de seis horas e cinquenta minutos de voo. A bordo do Boeing 747-8 estavam aproximadamente mil camas de campanha. As demais camas, divididas em outros 12 voos, foram transportadas para Frankfurt nos dias anteriores. A Lufthansa Cargo assumiu o transporte de todas a preço de custo.

O volume total da carga chegou a aproximadamente 120 toneladas, divididas em 271 pallets. Os refugiados assistidos pela Cruz Vermelha precisavam das camas com urgência e foram fornecidas pela Cruz Vermelha americana e canadense. Milhares de camas de campanha estavam sendo necessárias na Alemanha porque as que estão disponíveis na Europa já estão ocupadas.

”No momento a Cruz Vermelha alemã está atendendo mais de 280 acampamentos de emergência para aproximadamente 78 mil refugiados de todo o mundo. E mais, vamos dar suporte ao Governo Federal com o abastecimento de mais abrigos para os refugiados. Para levar isso adiante, rápidas soluções logísticas, como a implementada agora com a Lufthansa, Cargo são indispensáveis”, disse o secretário geral da Cruz Vermelha alemã, Christian Reuter.

Peter Gerber, CEO da Lufthansa Cargo e chairman do Conselho Executivo, disse: “Estamos muito felizes que fomos capazes de dar uma pequena contribuição para o valioso trabalho da Cruz Vermelha alemã. Ajuda rápida e descomplicada é necessária para situações que estamos vivendo no momento. Foi somente graças ao transporte aéreo que em apenas alguns poucos dias fomos capazes de trazer mais de 15 mil camas de campanha para onde elas eram urgentemente necessárias.”

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *