DUBAI: 2 HORAS. Um movimento nada usual para nós brasileiros

2134

Texto e Fotos: Carlos Roman 

Vindos de todas as partes do mundo, os grandes jatos infestam o aeroporto internacional de Dubai. É um verdadeiro festival de cores desfilando a poucos metros da praça de alimentação do Terminal 1 do aeroporto. Sim, é possível comer confortavelmente assistindo todo esse conjunto de aviões provenientes dos locais mais pitorescos do globo terrestre.

Existem vários pontos de fotografia nos arredores do aeroporto, porém esse lugar no terminal é novo para mim e jamais tinha ouvido falar até que li num fórum alemão a seu respeito. Detalhe: eu já estava em Dubai quando li sobre o local.

Muitos comentam sobre o fato da polícia impedir as fotografias, porém fui lá para conferir e o que me chamou a atenção foi que eu fiquei bem embaixo de uma câmera de segurança e não escondi meu equipamento. Tirei fotos, agi como um spotter normal e fiquei ali por duas horas tranquilamente. Não sou adepto de ficar escondendo nada e, convenhamos, se houvesse algum risco para a segurança dos voos, não haveria aquele imenso terraço numa praça de alimentação que lota frequentemente (vi outras pessoas também fotografando naturalmente).

IMG_2986

IMG_2983

IMG_2979

IMG_2978

IMG_2989

A foto abaixo vai ilustrar bem o ponto de fotografias onde eu permaneci por 2 horas, das 10h ao meio-dia. Observe que:

1936

a. existe a visão para dois terminais, separados pela torre de controle

b. à direita da foto é o terminal 3 de Dubai, ultramoderno e exclusivo da Emirates.

c. do lado esquerdo é o terminal 1, onde param as companhias aéreas internacionais. Durante as duas horas que passei ali, tive a oportunidade de ver aeronaves de empresas que talvez jamais veremos por aqui. Isso me empolgou a escrever essa matéria.

d. note a proximidade das aeronaves, que visão privilegiada.

Fui logo recebido da melhor forma possível pelo A380 da Qantas decolando e não deu tempo de trocar de lente. Valeu o registro.

1925

Vindos do estrangeiro

Vindas do oriente e da África, as companhias que não veremos muito cedo no Brasil. Me atentou o fato das aeronaves que pararam desse lado do terminal pertenciam sempre a empresas árabes, indianas ou africanas (salvo duas ou três exceções). Acredito que deva existir um espaço para as empresas européias e asiátias do outro lado do terminal. Confira o que passou por Dubai nessas duas horas.

Do nordeste africano, a Eritrean Airlines chega com seu 767-200

2059

São várias indianas operando em Dubai, com vários voos diários. Na foto abaixo, o A321 da Air India.

2187

A320 da libanesa Middle East Airlines

2096

Airbus A320 vindo da Índia: IndiGo

2085

Um Embraer 190 da saudita NAS Air

2179

2177

Safi Airways vindo do Afeganistão de Boeing 757

2036

A310 da Pakistan International Airlines

2194

De Boeing 767-300 vêm os passageiros do Uzbequistão

2006

A Jazeera Airways é uma companhia de baixo custo do Kuwait

2019

Close no bico do 67 da Eritrean

2064

No reboque o A320 da Iran Air

2030

Boeing 737-800 da indiana SpiceJet

1949

A321 da Saudia

1943

A340 da iraniana Mahan Air

1950

A319 da Saudia e A320 da Iran Air

1954

Um árabe da vizinha Omã. Boeing 737-800 da Oman Air.

2107

Reunião de árabes

2120

Não iria embora sem esperar pelo iraniano

21472158

 

 

Tráfego dos donos da casa

Parte da frota de widebodies da Emirates. A companhia, que é baseada ali mesmo em Dubai, possui uma frota toda composta por grandes aeronaves. São Boeing 777, A330, A340 e A380. Muitos deles ficam baseados no terminal 3, que é exclusivo da empresa. Os A380, por sua vez, ficam baseados no terminal 2, do outro lado do aeroporto.

Detalhe do nariz do 777-300ER

1935

A330 taxiando com a torre de controle ao fundo

1936

Destaque para o A330-200

1941

Outro Boeing 777-300ER

1974

1971

E mais outro Boeing 777-300ER

2132

2134

 

Comente