E190 estreia no Japão com a J-AIR, subsidiária da Japan Airlines.

E190 JAL Japan

A Embraer anunciou hoje a estreia do jato E190 no Japão com a J-AIR, subsidiária da companhia aérea Japan Airlines. O voo inaugural ocorreu entre as cidades de Osaka (Itami Airport) e Kagoshima. O ingresso do primeiro E190 na frota da J-AIR eleva para 28 o atual número de E-Jets operando no Japão.

“Os E-Jets comprovaram a habilidade de auxiliar as companhias aéreas a aumentar as receitas e, de maneira sustentável, atuar em novos mercados, como no caso da Japan Airlines”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “O E190, configurado com 95 assentos, complementa as operações dos jatos E170 da J-AIR. A capacidade extra ofertada também reflete o crescimento constante do mercado doméstico japonês. Nossos E-Jets continuarão adicionando um grande valor às operações da J-AIR, e somos gratos à Japan Airlines pela confiança e parceria, pela qual temos grande apreço.”

“Estamos honrados por receber o primeiro E190 no Japão”, disse Tetsuya Onuki, Presidente da J-AIR Corporation. “A combinação dos atuais E170 e os novos E190s em nossa frota nos dará maior flexibilidade para adequar nossos produtos e serviços às necessidades dos nossos clientes. Estamos confiantes que o E190, com novo interior de cabine e o serviço diferenciado da Classe J, vai proporcionar uma revigorante e confortável experiência de voo aos nossos clientes.”

O E190 configurado pela JAL em duas classes de serviço e com assentos de couro genuíno é o terceiro modelo da família de E-Jets operando no Japão e soma-se aos jatos E170 e E175, que já voam naquele país. A J-AIR utiliza atualmente um total de 17 jatos E170, enquanto a Fuji Dream Airlines voa com três E170 e sete E175. O E190 é utilizado por 50 clientes em todo o mundo.

A Embraer é a única fabricante a desenvolver uma moderna família de quatro aviões especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento do programa, a Embraer registrou cerca de 1.700 encomendas e mais de 1.200 entregas. Os E-Jets redefiniram o conceito tradicional de aeronaves regionais, operando em toda uma gama de aplicações de negócios, com cerca de 70 clientes de 50 países. Coletivamente, os E-Jets já acumularam mais de 15 milhões de horas de voo.

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.
  • Sucesso pra eles. E orgulho pra nós, que num projeto de modernização, soubemos o momento certo de privatizar a Embraer. Que assim sejam com as outras…

  • LEGAL. !

  • Neste segmento em jatos regionais somos líderes!