Em meio a processo de falência, Alitalia não receberá mais investimentos da Etihad.

A companhia árabe Etihad Airways declarou nesta terça-feira que não irá mais investir na Alitalia, que entrou em processo de recuperação judicial e terá à frente momentos decisivos sobre seu futuro.




“Sem o suporte para reestruturação nós não estamos preparados para continuar a investir na empresa” disse o presidente da Etihad, James Hogan via email à Reuters. “De qualquer maneira, apoiamos a decisão necessária do conselho da Alitalia para uma administração extraordinária.”

A Etihad possui atualmente 49% da Alitalia, ações que foram compradas em 2014 com expectativa de reformular a empresa e retornar aos lucros. Apesar de diversas mudanças na empresa italiana, o lucro não foi alcançado e a mesma agora está com uma administração extraordinária, que nos próximos 180 dias terá que demonstrar lucro nas operações. Caso isso não corra, é provável que a empresa feche de vez.

Os funcionários da empresa recusaram também uma proposta do governo italiano de intervenção. Rumores apontam sobre uma possível fusão com a Air Berlin, a qual a Etihad também possui um grande número de ações (29% do total). Porém a aérea alemã também não está em boas condições e apresenta constante prejuízo, existindo a possibilidade das duas empresas – Alitalia e AirBerlin – acabarem por morrer abraçadas.

Durante os próximos 180 dias todas as operações da Alitalia serão mantidas e as passagens serão honradas.

Informações pela Reuters

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.