Embraer escolhe Panasonic para sistema de entretenimento no E2.

A Embraer anunciou hoje a escolha da Panasonic Avionics Corporation (Panasonic) para fornecer entretenimento e conectividade a bordo (inflight entertainment, ou IFE, na sigla em inglês) para os E-Jets E2, segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais. O novo contrato estende a parceria entre as duas empresas, com a Panasonic oferecendo agora serviços de Wi-Fi Streaming Entertainment e de conectividade Wi-Fi para os E2.




“A Panasonic ofereceu uma solução de classe mundial para o IFE sem fio e sistemas de conectividade global de banda larga a bordo dos E-Jets E2. A extensão da parceria nos ajuda a garantir que as companhias aéreas possam oferecer aos passageiros uma experiência sem igual em todo o mundo”, disse Fernando Antonio Oliveira, Gerente da Embraer para o programa E-Jets E2.

Os clientes da Embraer agora se beneficiarão das ferramentas de gestão e serviços de referência oferecidos pela Panasonic, que permitem oferecer aos passageiros uma melhor experiência de entretenimento e maior conectividade de banda larga. A tecnologia também oferece uma robusta plataforma de negócios para as companhias aéreas. O sistema será instalado nos jatos E2 que estão em campanha de certificação.

“A Panasonic tem o orgulho de fortalecer o relacionamento de oito anos com a Embraer. Este novo marco garante que as companhias aéreas poderão oferecer aos passageiros o acesso às soluções de comunicações de banda larga e de entretenimento sem fio que são referência no setor”, disse Mark Jennings, Diretor de Operações da Panasonic Avionics Corporation.

Os serviços de comunicações globais da Panasonic, que incluem conectividade de banda larga, televisão ao vivo e serviços de telefonia móvel, estão disponíveis em mais de 99,6% de todas as rotas de tráfego aéreo. É o único serviço global de conectividade a bordo em banda larga que atualmente opera em todos os países do mundo. Com o eXW, os passageiros podem desfrutar de filmes a bordo, músicas, notícias e serviços na cabine por meio dos próprios dispositivos pessoais. Ele suporta Windows, Mac OS e dispositivos iOS, bem como navegadores, incluindo o Internet Explorer, Safari, Chrome e Firefox.

Os E2 alcançaram 275 pedidos firmes, além 415 opções, direitos de compra e cartas de intenção, totalizando 690 compromissos de companhias aéreas e empresas de leasing. Atualmente, a família de E-Jets opera com cerca de 70 clientes em 50 países, sendo líder global no segmento de jatos até 130 assentos, com mais de 50% de participação de mercado.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Embraer.
 

André Le Senechal

Pesquisador apaixonado, piloto privado. Aluno de Aviação Civil na Anhembi Morumbi. Respira o ar do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Assíduo praticante de Plane Spotting e Simuladores de voo.

6 Comments:

  1. Se fosse a Boeing teria escolhido Samsung….

  2. Deveriam ter privilegiado a indústria eletrônica brasileira. Pq não a CCE ou HBuster?