Embraer Legacy 450 é certificado para alcance ampliado de 5.378 km.

Embraer Executive Jet

A Embraer Aviação Executiva anunciou hoje que seu jato Legacy 450 recebeu a certificação para um alcance estendido de 5.378 km (2.904 milhas náuticas). A melhoria foi aprovada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), no Brasil, pela FAA (autoridade aeronáutica dos Estados Unidos) e pela EASA (entidade reguladora para a Europa). O novo alcance, com quatro passageiros a bordo mais reservas é 609 km (329 nm) maior do que na certificação anterior.

Com este alcance que superou as metas originais do projeto, o Legacy 450 torna-se definitivamente o melhor jato executivo em sua categoria. A aeronave já oferece maior velocidade e melhor desempenho do que originalmente planejado, com a cabine mais espaçosa em sua categoria. O novo alcance, o maior em sua categoria, permitirá voos diretos de São Francisco para o Havaí, ou de Nova York para Los Angeles.

O alcance adicional do Legacy 450 foi certificado após pequenas modificações na asa para acomodar mais combustível, juntamente com as atualizações para a Unidade de Controle de Combustível (FCU, na sigla em inglês) e aviônicos. A capacidade extra de tanque de combustível é adaptável, sem nenhum custo, para as primeiras aeronaves produzidas em série antes da modificação.

A primeira aeronave com o alcance estendido será entregue ainda este mês.

Sobre o Legacy 450

O Legacy 450, que entrou em operação no final de 2015, é o primeiro jato executivo da categoria mid-light com uma cabine de passageiros de 1,83m de altura e de piso plano. É equipado com sistema de comandos de voo eletrônico full fly-by-wire, manche lateral de controle (sidestick). Com aviônica de última geração Rockwell Collins Pro Line Fusion, possui quatro telas planas LCD de alta resolução, de 15,1 polegadas, completamente digital, além de funcionalidades como cartas e mapas eletrônicos Jeppesen e visão sintética. Recursos opcionais incluem o E2VS (Embraer Enhanced Vision System), que contém o HUD (Head-Up Display) e o EVS (Enhanced Vision System), oferecendo tecnologia vista apenas em jatos muito maiores.

Da Assessoria de Imprensa.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.