Emirates destaca participação de aviadoras durante desafio de simulador

Shaesta Waiz, fundadora da Dreams Soar Inc, e Bakhita Al Muheiri, primeira oficial de um Boeing 777 da Emirates Aviation College

Reconhecendo a importância da contribuição feminina para o crescimento e o desenvolvimento da aviação, a Emirates recebeu recentemente Shaesta Waiz para um desafio de simulador do Boeing 777 em sua sede em Dubai. Shaesta é a fundadora e piloto da Dreams Soar, Inc. (DSI), organização sem fins lucrativos cuja missão é inspirar e capacitar jovens aviadoras para integrarem a nova geração do setor STEM (da sigla em inglês, Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e de profissionais de aviação, por meio de uma missão global de divulgação. A ação resultou em uma missão global de voo solo, na qual Shaesta está pilotando um monomotor Beechcraft Bonanza A36 que percorrerá o globo. A primeira das 34 paradas ocorreu em Dubai, em uma viagem que passará por 18 países em cinco continentes, e que totalizará quase 47 mil quilômetros após a conclusão.




Shaesta frequentou a Emirates Aviation College, onde conheceu Bakhita Al Muheiri, primeira comandante do Boeing 777 da Emirates, e testou suas habilidades aéreas em um simulador do Boeing 777. Bakhita é considerada uma das mais jovens pilotos da Emirates, com apenas 24 anos. Ela conquistou este posto em 2016, acumulando mais de 1,1 mil horas de voo após completar o Programa Nacional de Cadetes Pilotos da companhia. Após um rápido briefing, Shaesta e Bakhita iniciaram o desafio de simulador no cockpit do Boeing 777, decolando, aterrissando e pilotando em cada jornada designada. Assista aqui às suas experiências a bordo do simulador do Boeing 777.

Adel Al Redha, vice-presidente executivo e diretor de operações da Emirates, comentou: “Por meio do nosso Programa Nacional de Cadetes Pilotos, queremos aumentar o número de pilotos mulheres para a próxima geração, criando um ambiente que as retenha, acolha e valorize para que possam progredir e assumir um papel mais amplo dentro da nossa indústria. Também acreditamos que uma das maneiras de suprir a demanda por pilotos nos dias de hoje é explorar o pool de talentos femininos e inspirá-las a seguir suas carreiras na aviação, considerado um dos campos profissionais mais recompensadores.”

Bakhita Al Muheiri também comentou sua experiência no simulador junto com Shaesta: “Fiquei inspirada com a história da Shaesta. Como a primeira piloto civil no Afeganistão, ela demonstrou que o mundo está cheio de possibilidades e que, ao oferecermos às mulheres a diversidade de carreiras no STEM e na aviação, aumentaremos os seus interesses em ingressar neste setor.”

Ao comentar sobre o desafio do simulador do Boeing 777 de motor duplo, Shaesta disse: “Uma aeronave não sabe se você é homem ou mulher, qual é a sua religião ou quais as suas experiências. Ele reage de acordo com o input do piloto. Minha expectativa, desde o momento que passei no simulador do Boeing 777 com Bakhita ouvindo sua história empolgante, e com a Emirates ajudando a abrir caminhos para diversas jovens, é que este modelo seja adotado e inspire nossa próxima geração. Vamos trabalhar juntos e expandir nossos recursos a fim de criar um futuro ainda mais brilhante.”




A equipe feminina de cockpit da Emirates é composta por 24 nacionalidades, cobrindo uma faixa etária que vai dos 20 a 59 anos. A companhia também tem a primeira mulher árabe como capitã do Airbus A380, assim como a mais jovem piloto operando o A380. Além disso, a Emirates emprega mulheres altamente qualificadas que atuam como engenheiras de aeronaves, mecânicas de manutenção de aeronaves e técnicas de reparos. As mulheres também estão presentes em cargos de operações de voo da companhia.

Ainda neste dia, a Autoridade Geral de Aviação Civil dos Emirados Árabes Unidos recebeu Shaesta no Kidzania do Dubai Mall para conversar com jovens e mulheres sobre suas experiências e a respeito do projeto Dreams Soar. Bakhita Al Muhairi e as cadetes Khalid Ali Al Mansoori e Maryam Yousuf Bin Ismail também comentaram sobre suas jornadas na aviação a fim de inspirar as jovens presentes ao evento.

Pela Assessoria de Imprensa da Emirates

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

Comente