Ethiopian Airlines anuncia seu primeiro Boeing 787-9 Dreamliner.

A Ethiopian Airlines, maior e mais rentável companhia aérea da África, se tornou em outubro a primeira no continente a receber e operar o Boeing 787-9 Dreamliner. O Boeing 787-9 Dreamliner é o segundo membro que a Ethiopian receberá da família 787. A companhia aérea foi a primeira do mundo, fora do Japão, a receber e operar o 787-8, em agosto de 2012.




Tanto o 787-8 quanto o 787-9 oferecem um conforto superior graças à sua configuração, com janelas maiores, tetos altos, menor ruído, luzes diferenciadas, maior umidade do ar, bem como redução de 20% no uso de combustível. O 787-9 é seis metros mais longo que o 787-8 e tem maior capacidade de passageiros, com 315 assentos, além de maior espaço para carga.

“Continuando com o nosso legado pioneiro em aviação na África, estamos orgulhosos em celebrar o incremento de nossa jovem frota com o 787-9. Atualmente, o 787 é o coração de nossa frota. Nossos investimentos em tecnologia nas aeronaves, como no 787 e no A350, nos colocam entre as poucas companhias aéreas no mundo a operar simultaneamente estes dois aviões de ponta, que é parte de nossa estratégia ‘Visão 2025’ e nosso compromisso em oferecer o maior conforto aos nossos clientes”, afirma Tewolde GebreMariam, CEO do Grupo Ethiopian Airlines.

A Ethiopian Airlines atualmente voa para mais de 100 destinos em cinco continentes, usando 93 aeronaves em sua frota, dos quais 20 são B787 Dreamliner, implantado em suas rotas mais longas.

 
Informações da assessoria de imprensa da Ethiopian Airlines.
 

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.