ETIHAD demonstra que parceria e inovação são críticas para o sucesso.

A6-ETD 2
Em um discurso para a Cúpula Aeroespacial Global, realizada como parte da Abu Dhabi Aviation and Aerospace, James Hogan, presidente e CEO da Etihad Airways definiu as vantagens das parcerias estratégicas que a sua empresa firmou por meio de participações minoritárias na Alitalia, Air Serbia, Air Seychelles, airberlin, Etihad Regional – operada por Darwin Airline, Jet Airways e Virgin Australia.

Ele disse: “Ser hoje uma operadora de rede global competitiva é incrivelmente desafiador. As parcerias nos permitem concorrer de forma eficaz e nos dão escala e diferenciação, bem como reduzem custos e proporcionam grandes benefícios, incluindo cooperação operacional, mais possibilidades de escolha para os consumidores e a concorrência, e geração de empregos”.

Falando sobre parcerias, um importante tema da Cúpula, Hogan elogiou a abordagem pioneira dos Emirados Árabes Unidos, em particular na área das parcerias aeroespaciais.

“Nos Emirados Árabes Unidos podemos ver um amplo portfólio que está em rápida expansão nas áreas de parcerias para a fabricação de estruturas aeronáuticas, financiamento de motores e componentes, além de manutenção, conserto e reformas”, disse ele.

“Os Emirados Árabes Unidos estão aproveitando ativamente as parcerias com os maiores players da aviação do mundo, incluindo Rolls-Royce, GE, Boeing e Airbus, tornando-se assim referência global e um importante centro de excelência.”

Hogan descreveu como as parcerias são mais importantes do que nunca em uma economia cada vez mais globalizada, bem como a necessidade das empresas inovarem continuamente para manterem sua relevância – outro tema central da Cúpula, que atraiu figuras de destaque do setor aeroespacial para a capital dos Emirados Árabes Unidos durante os dois dias de debate e apresentações.

Ele disse: “Os EAU pretendem tornar-se uma das nações mais inovadoras do mundo em sete anos, e entrar na lista dos 20 maiores inovadores do Índice de Inovação Global até 2021”.

“Já estamos vendo a criação de uma cultura nacional que incentiva a inovação e o empreendedorismo por meio da parceria, e o setor privado está sendo estimulado a estabelecer centros de inovação e pesquisa científica e adotar novas tecnologias”.

“Esta é uma filosofia que também defendemos na Etihad Airways. Sabemos que um processo de inovação contínuo é fundamental em um ambiente competitivo como a aviação. É absolutamente prioritário fornecer produtos e serviços de destaque para os nossos passageiros agora e no futuro”.

Hogan citou exemplos do trabalho da Etihad Airways no desenvolvimento de produtos e serviços inovadores, com destaque para a The Residence – a única cabine de três cômodos do mundo na aviação comercial, com um mordomo exclusivo treinado no Savoy – disponível a bordo da frota de Airbus A380 da companhia aérea.

Enfatizando a importância da inovação para os viajantes de hoje, com consciência ecológica, Hogan também falou sobre o trabalho da Etihad Airways com parceiros para a produção sustentável de biocombustíveis para a aviação nos Emirados Árabes Unidos.

Hogan encerrou seu discurso desafiando os delegados a adotarem a inovação, alegando que os consumidores desejam lidar com organizações conectadas a uma nova sociedade digital.

Ele disse: “O mundo não está mudando – ele já mudou. Parceria e inovação são fundamentais para uma nova economia globalizada, e o sucesso em um futuro cada vez mais digital depende da capacidade de implementar tecnologias eficazes e repensar estratégia, cultura e talento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *