Experimentamos a classe executiva da AVIANCA

Muito conforto e opções de entretenimento com qualidade são dois grandes destaques da executiva

Nível de conforto, qualidade do entretenimento de bordo e presidente da empresa na porta do avião foram pontos de destaque

Carlos Roman é editor do AEROIN e viajou para Bogotá na Classe Executiva da Avianca, acompanhe como foi a experiência de voo.

 

Você sabe como é voar na Avianca? Sabia que a sala vip de Bogotá tem incríveis 2.000 metros quadrados? Sabia que o aeroporto de Bogotá é o terceiro da América Latina em movimento de passageiros? Não se preocupe, pois é o que você vai saber daqui a pouco. Estão chamando para o embarque, vamos?

Vou pular as etapas de reserva de assento, check-in, despacho de bagagens e imigração. Meu objetivo é levá-los direto ao voo. Imagine então que chegamos de táxi e fomos direto para o embarque (que bom se fosse verdade!).

A experiência começou no novo terminal do Aeroporto El Dorado, na capital Bogotá, mais exatamente no terceiro piso da sala de embarque desse que é o 3º aeroporto mais movimentado da América Latina.

A convite da Avianca fui conhecer e desfrutar da novíssima sala vip Diamond Elite, um espaço de 700 metros quadrados, com capacidade para 165 pessoas detentoras dos cartões Lifemiles Diamond, o topo do programa de milhagens da empresa.

O espaço é realmente grande,  conta com diversas opções de ambientes e de coisas para fazer, de modo que você não percebe o tempo passar. Nas fotos da galeria do fim dessa matéria vocês entenderão exatamente do que estou falando, mas para citar alguns exemplos dessas opções de passatempo, destaco:

– sala de descanso a meia-luz transmitindo noticiário internacional;

– estante com periódicos locais para leitura, para um treino da língua espanhola antes do voo;

– estação para laptops para quem desejasse enviar os últimos e-mails antes do embarque, consultar a conta do cartão de crédito ou simplesmente trocar umas palavras com a patroa. O wi-fi é excelente;

– diversas opções de ambientes para comer, trabalhar ou simplesmente relaxar;

– completo buffet de saladas e mesa de bebidas para melhor preparação para as várias horas de voo que vinham pela frente.

Confesso que fiquei “pra lá e pra cá” conhecendo os vários ambientes da sala, de modo a trazer a vocês uma experiência mais completa. E por falar em sala vip, a Avianca possui uma outra, também no  terceiro andar do aeroporto. Essa outra sala é muito maior, com mais 1.300 metros quadrados, um complexo muito grande a serviço do passageiro e dentro de um terminal considerado um dos mais modernos da América Latina.

Sala VIP Diamond Elite AVIANCA

700 metros quadrados para os clientes Lifemiles Diamond

Sala VIP Diamond Elite AVIANCA

Sala de descanso com notíciário internacional

Sala VIP Diamond Elite AVIANCA

Sala VIP Diamond Elite AVIANCA

Arte com os destinos AVIANCA

Arte com os destinos Avianca no mundo

 

Meu voo foi o Avianca 85, um dos dois diários que a companhia tem na rota Bogotá – São Paulo (GRU Airport) e que sai quase sempre lotado (fiz esse voo algumas vezes, sempre cheio). A companhia conquistou um trunfo importante e trouxe para suas aeronaves um público formado maiormente por turistas brasileiros em viagem aos Estados Unidos e América Central, transformando o aeroporto de Bogotá num verdadeiro hub.

Com certeza o fato da Avianca também ter uma linha nacional no Brasil contribui para encher os voos na Colômbia, face aos brasileiros já estarem acostumados com seu nome nos aeroportos. Conheço várias pessoas que já voaram na Avianca colombiana e, como eu, eles também falam muito bem e recomendam. Claro que, com esse comentário acabo fazendo propaganda, mas enfim, preciso ser sincero e, ao mesmo tempo, independente em minha opinião, pode confiar!

E para corroborar o que falei acima, o sucesso da rota é tamanho que, nesse verão 2013/14, a Avianca aumentou sua oferta de assentos para o Brasil e está usando o Airbus A330 também no voo da madrugada , no lugar do A320.

German

German recebe passageiros

Olha a surpresa! Quem recepcionou os passageiros no portão de embarque foi o senhor German Efromovich, presidente da empresa (ele participou de todo o check de cabine junto com a equipe de comissários).

A ponderação que eu faço é que trata-se de uma atitude que não vemos todos os dias nas empresas, sejam de aviação ou de qualquer outro ramo. Perguntei a um funcionário, que me respondeu que ele sempre faz isso quando está viajando.

Eu penso como isso deve ser um exemplo a toda sua equipe, sobretudo pelo fato do senhor German não ser tão conhecido entre os passageiros brasileiros como era o saudoso comandante Rolim, que também recebia os passageiros no aeroporto de Congonhas e, com isso, ficou nacionalmente conhecido – e reconhecido pelo seu time de funcionários.

Sobre o German, uma vez ele disse numa entrevista que a Avianca não almeja ser a maior empresa aérea, mas sim a melhor. Torço muito para que ele consiga atingir esse objetivo, os passageiros agradecem muito!

A330 AVIANCA

Voei no A330 de prefixo N975AV, um dos nove desse modelo na frota da empresa

seatmapA330AVA

Voei no assento 3G (fonte: seatguru.com)

Enquanto embarco sou recepcionado com todo o calor latino, pela simpática tripulação de cabine e, vencidas as etapas, me assento à poltrona 3G (veja no mapa ao lado, fornecido pelo site SeatGuru).

Pense num assento confortável! Gostei logo de cara! Me acomodo e noto que a cabine está tomada por um tema musical exclusivo da Avianca. Nas grandes telas do sistema de entretenimento, as mais bonitas paisagens colombianas são repetidamente apresentadas junto de frases que dão uma descrição ímpar e uma vontade enorme de conhecer cada lugar (Cartagena, os Eixo Cafeteiro, a terra da Shakira…).

Aqui, a única crítica que tenho é que o som da cabine estava muito alto nesse dia. Bem, quando as amenidades, achei-as  bastante relevantes para o conforto no voo. A necessaire tem o necessário para um voo de 6 horas, inclusive um creme hidratante da L’Occitane. Os passageiros da executiva também ganharam uma embalagem de café colombiano tipo exportação, ou seja, o melhor do país.

Cada assento também tem seu fone de ouvido, que bloqueia cerca de 80% ruído externo, foi apenas um pouco desconfortável para dormir com ele na cabeça, mas valeu por eliminar o som dos motores. Gostei!

A programação de músicas e vídeos é bastante diversificada e conta com títulos novos no mercado mundial. Dentre os filmes,  alguns que ainda estavam no cinema do Brasil e outros recém-chegados às locadoras. A seleção de músicas também é repleta de hits de sucesso. Para quem gosta de jogos, há opções também, inclusive você pode desafiar outro passageiro. Tentei em vão conectar com alguém, pois ninguém estava disposto a uma emocionante batalha naval em plena madrugada amazônica. Me restou dormir.

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Fazendo uma foto artística do sistema de entretenimento

Executiva AVIANCA

Sistema de entretenimento repleto de lançamentos

Executiva AVIANCA

Sistema de entretenimento repleto de lançamentos e hits de sucesso

 

O voo em si foi bem calmo, céu claro e dessa vez não pegamos turbulências.

A partida ocorreu por volta das 22h05 (hora de Bogotá, três horas a menos que o horário de verão de Brasília), ou seja, cerca de 10 minutos depois do previsto, mas a chegada em São Paulo foi adiantada em meia-hora, tendo aterrissado às 5h35 da manhã.

No voo de Bogotá para São Paulo é servida apenas uma refeição, cerca de 30 minutos após a decolagem e no menu desta noite teve:

– salada de alface com um ceviche de camarão (muito gostoso, me deu água na boca enquanto escrevo);

– peito de frango ao molho de aspargos com batatas e brócolis;

– um igualmente saboroso mousse de tamarindo.

Após a refeição, os pratos e talheres são recolhidos e as luzes são apagadas; as próximas horas são de descanso com um belo cochilo, para isso, basta deitar o banco, que chega a 90 graus. Depois de uma longa jornada de trabalho na Colômbia, eu estava mais que preparado para aproveitar essa parte da viagem. Bons sonhos!

 

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Controles do assento. São não te deixa de lado nem de cabeça para baixo, mas deitado ele te deixa!

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

Executiva AVIANCA

 

Importante: Nossos relatos de experiência de voo não atribuem nota à companhia, até por que acreditamos que essa opinião é muito pessoal, então queremos apresentar como é voar na empresa e, pelo texto e fotos, tentar transmitir um pouco desse sentimento.

Texto e fotos: Carlos Roman

 

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Um Comentário:

  1. Adorei voar de A330, mas foi de TAP, em 2015

Comente