FAA pede que passageiros evitem Galaxy Note 7 a bordo por risco de incêndio.

galaxy-note-7-faa

A FAA, agência reguladora da aviação civil dos Estados Unidos, emitiu um comunicado na última quinta feira (08) alertando passageiros a não utilizarem os aparelhos Samsung Galaxy Note 7 a bordo de aeronaves. A recomendação segue a suspensão das vendas do smartphone anunciada pela Samsung devido ao risco de incêndio do aparelho. Já são ao menos 35 casos de incidentes confirmados devido a problemas com as baterias de íons de lítio do Note 7.

No comunicado, a agência norte americana declara: “À luz dos recentes incidentes e da preocupação crescente da Samsung em relação aos dispositivos Galaxy Note 7, advertimos seriamente todos os passageiros a não ligarem ou recarregarem estes aparelhos a bordo de aeronaves e a não armazená-los em nenhuma bagagem despachada.”

O alerta, que ainda não se tornou uma proibição regulamentada, surge em meio aos esforços atualmente em curso para o desenvolvimento de novos padrões de embalo e transporte de baterias de íons de lítio em aeronaves. Desde abril a ICAO já baniu o embarque de volumes contendo esse tipo de bateria nos porões de carga das aeronaves de passageiros.

Adaptado do ATWOnline.

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.