Flybondi é aprovada para operar 26 rotas para o Brasil.

O Ministério do Transporte da Argentina autorizou a concessão por 15 anos de 85 rotas aéreas a serem operadas pela low-cost Flybondi. Dentre as rotas, incluem-se 26 para o Brasil saindo de Bariloche, Buenos Aires, Córdoba, Mendoza, Puerto Iguazú e Rosário.




O CEO da Flybondi, Julian Cook, disse ao jornal argentino LA NACION que a empresa pode começar voos a partir de outubro, em uma de suas principais rotas que conecta Córdoba com Buenos Aires. O objetivo da companhia é oferecer passagens a partir de $500 pesos argentinos (R$99 reais) por trecho. Mas para isso o governo argentino deve reduzir a tarifa mínima que hoje é de $788 pesos (R$157) para esta rota.

Ainda segundo o CEO, “Nós temos previsto voar a partir de Córdoba, que será nosso primeiro hub, e como comunicamos, a segunda base será no aeroporto de El Palomar (Buenos Aires). Começaremos com rotas de cabotagem que permitirão que a população esteja melhor e mais conectada. Nosso plano é que até 2021 hajam 8 milhões de novos passageiros voando conosco.”

Grandes planos para o Brasil

Foram solicitadas 42 rotas internacionais para o Brasil, Uruguai, Chile, Equador, Bolívia, Colômbia e Peru. Mas de longe o Brasil é o principal foco internacional da Flybondi, que contará com 26 de suas rotas internacionais.

As rotas para o Brasil ainda dependem da aprovação da ANAC e uma data de início não foi revelada. Abaixo a relação de destinos para o Brasil e a respectiva origem:

  • De Buenos Aires para: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Maceió, Natal, Porto Alegre, Porto Seguro, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador.
  • De Córdoba para: Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador
  • De Puerto Iguazú para: Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro
  • De Mendonza para São Paulo e Rio de Janeiro
  • De Bariloche para São Paulo

Com informações do periódico LA NACION e portal CAPA – Centre for Aviation. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

2 Comments:

  1. Também foram autorizadas Rosario-São Paulo; Rosario-Rio de Janeiro e Salta-São Paulo.

  2. Tomara que venham logo para o Brasil, a Latam acabou com várias rotas que nos ligaram para a Argentina, Uruguai e ao Chile quando era apenas TAM. Desejo que venham novas companhias e a Latam encolha cada vez mais seu espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *