Força Aérea apresenta ações para Jogos Olímpicos.

IMG_9574
A Força Aérea Brasileira (FAB) apresenta nesta quinta-feira (14/7), na sede do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), no Rio de Janeiro (RJ), os detalhes do esquema de controle e defesa do espaço aéreo durante os Jogos Olímpicos de 2016. Serão mais de 15 mil militares e 80 aeronaves da FAB envolvidos nas Olimpíadas.

A coletiva de imprensa acontece às 10 horas e logo após será realizado um voo em os profissionais de imprensa poderão acompanhar um treinamento de interceptação aérea.

A partir do dia 24 de julho começam as restrições no espaço aéreo da cidade. Aeronaves da Força Aérea Brasileira estarão prontas para interceptar qualquer veículo aéreo que desobedeça às regras. Será proibido o sobrevoo das arenas esportivas e o Decreto 8.787 já autoriza até o tiro contra aeronaves hostis.

Ao mesmo tempo, a FAB planeja o gerenciamento do fluxo de aeronaves civis: a expectativa é que ocorram 270 mil embarques e desembarques na capital carioca nos quatro dias de pico, no início das Olimpíadas. O Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea irá reunir representantes Secretaria de Aviação Civil, ANAC, Polícia Federal e concessionárias de aeroportos, dentre outros, durante todo o período dos Jogos.

A Força Aérea Brasileira também irá atuar na recepção de chefes de Estado na Base Aérea do Galeão, onde irá realizar ações de segurança e irá coordenar as ações entre as instituições envolvidas, como Anvisa, Receita Federal, Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), para o desembaraço alfandegário. A FAB atuará ainda na defesa contra ameaças químicas, biológicas, radiológicas e nucleares.

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.