Força Aérea Brasileira recebe o seu primeiro Boeing 767.

Boeing 767 C-767 FAB 2900

Pousou hoje pela manhã na Base Aérea do Galeão, anexa ao Aeroporto Intl. Tom Jobim, o primeiro Boeing 767-300ER da Força Aérea Brasileira (FAB). A aeronave veio dos Estados Unidos, onde passou por pintura e nova configuração.

O Boeing 767 irá substituir o KC-137 (Boeing 707) nas funções de transporte tático de tropas e de cargas realizados pela FAB. A aeronave será totalmente operada e mantida pela COLT Aviation em um aluguel que irá durar 36 meses podendo ser estendido por mais 12 meses, em um valor total de $19 milhões de dólares.

Boeing 767 C-767 FAB 2900 02

Na FAB a aeronave recebeu a designação C-767 e matrícula FAB 2900, e será baseada no Esquadrão Corsário que anteriormente operava os KC-137. Vale lembrar que esta aeronave não faz parte do programa KC-X da FAB, que selecionou o substituto definitivo do KC-137. Este programa está paralisado no momento e prevê a compra de dois Boeing 767-300ER e a sua conversão em Israel pela IAI para reabastecedores em voo.

É esperado que a aeronave entre em operação em poucos dias, realizando missões relacionadas às Olimpíadas RIO 2016 e também transporte de tropas do Brasil para a Missão da ONU no Haiti, a MINUSTAH.

A aeronave tem capacidade para 254 passageiros e 43 toneladas de carga. Este Boeing 767 fora fabricado em 1992 para a Martinair Holland, onde operou por 11 anos, depois ficou estocado por 2 anos antes de ser repassado à SkyGreece Airlines, que encerrou suas operações em Agosto do ano passado. Desde então voltou a ser estocado até ser escolhido pela COLT Aviation para executar o contrato firmado com a FAB.

Boeing 767 C-767 FAB 2900 03

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.