GOL faz homenagem às mulheres e realiza voos com tripulação 100% feminina.

Tripulação presente no voo realizado hoje entre Congonhas-Vitória. Da esq. para dir.: Patrícia Marques, Ane Felles e Mila Rosa (comissárias de bordo), Carol Ceccon (chefe de cabine), Angelita Araújo (comandante) e Fran (copiloto). Foto: GOL / Alexandre Bigliazzi

No Dia Internacional da Mulher, a GOL Linhas Aéreas Inteligentes preparou diferentes ações para celebrar as conquistas das mais de 6.800 colaboradoras que compõem a equipe da companhia e todas as suas clientes. Por meio de um vídeo, a empresa conta três histórias reais e inspiradoras de mulheres que trabalham em diferentes áreas e a homenagem de seus familiares em vê-las ganhando os céus para voarem cada vez mais alto.




A narrativa foi construída com depoimentos de pai, marido e filhos destas profissionais e foi divulgado hoje nas redes sociais da companhia. O vídeo também está disponível abaixo:

Como já é tradição da companhia para a data, nesta quarta-feira (8), a GOL realizou voos especiais com tripulação composta exclusivamente por mulheres: comandante, copiloto e comissárias. As operações foram entre São Paulo e Vitória, no Espírito Santo, e o Rio de Janeiro e Campina Grande, na Paraíba.  A GOL nomeou sua primeira comandante em 2007 e hoje soma em seu time 32 pilotos mulheres, das quais 7 são comandantes e 25 copilotos. Além disso, na companhia, 1.801 colaboradoras são comissárias de bordo ou chefes de cabine, representando 60% da função.

Parcerias

A companhia homenageou ainda as passageiras a bordo dos voos G3 1388/1389 (Congonhas – Vitória – Congonhas), tripulado apenas por mulheres,  com kits femininos compostos por lenços umedecidos e cremes para as mãos, fruto de parceria com a Oceane Femme. Todas as clientes que visitarem nesta quarta-feira o GOL Premium Longe, nos terminais domésticos e internacionais de Guarulhos, também serão presenteadas.

Além disso, a companhia apoia a ação do RIOgaleão que empresta seu nome para uma causa nobre. A partir desta quarta-feira, ele se chamará Aeroporto Maria da Penha. A ação, que durará dez dias, tem como objetivo aumentar a visibilidade, reflexão e a conscientização sobre a importância da luta contra a violência feminina. O índice ainda é muito alto. Segundo o Ipea, a cada 1 hora e meia, uma mulher morre vítima de agressão masculina. Parceira da campanha, a GOL Linhas Aéreas adotará o novo nome no discurso dos pilotos, nos pousos e decolagens, inclusive no voo tripulado apenas por mulheres realizado hoje com destino à Campina Grande.

Pela Assessoria de Imprensa da GOL Linhas Aéreas 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.