GOL libera o transporte de pets junto aos donos nos voos internacionais.

gol-pets

A partir de última sexta-feira (21/10), os clientes da GOL Linhas Aéreas Inteligentes podem levar a bordo seus animais de estimação em viagens internacionais, incluindo os destinos da companhia para América do Sul e Caribe. O serviço foi lançado em abril do ano passado para trechos domésticos e, desde então, mais de 25 mil cães e gatos de pequeno porte já viajaram com os seus donos na cabine de passageiros.

“É muito importante que o cliente tenha a escolha de levar o seu bichinho para onde for, incluindo viagens aéreas. Por isso, há mais de um ano oferecemos essa conveniência em todos os nossos voos domésticos e, agora, ampliamos o serviço também para viagens para fora do país”, explica Paulo Miranda, diretor de Produtos e Experiência do Cliente da GOL.

Para ser transportado na cabine, os cães ou gatos precisam atender aos requisitos e cuidados indicados para garantir a segurança do animal. Entre as orientações estão: ter idade mínima de quatro meses e peso máximo de 10 quilos, incluindo a caixa de transporte (kennel), que deve ter espaço suficiente para o animal dar uma volta completa em torno de si, além de ser de material firme, liso e resistente a vazamentos. Mesmo estando na cabine, a embalagem deve ser identificada com nome, endereço e telefone do cliente. O animal precisa ficar dentro do kennel durante todo o tempo do voo.

Assim como para os destinos domésticos, antes de comprar a passagem internacional, o cliente deve entrar em contato com o atendimento da companhia para verificar a documentação necessária, principalmente sobre as especificações de cada país, e também a disponibilidade para embarque, já que existe um controle que permite no máximo quatro animais em um mesmo voo. A solicitação do serviço pode ser feita por telefone (0300 101 2001) com antecedência mínima de 3 horas para voos domésticos e 24h para os internacionais. Para bilhetes comprados no Brasil com destinos nacionais e internacionais o valor adicional cobrado é de R$ 200 por trecho. Já para os bilhetes comprados no exterior o valor adicional é de US$ 70 por trecho, que é cobrado em moeda local do país de origem conforme o câmbio do dia da reserva.

Caso o animal e a caixa de transporte somem juntos entre 10 e 30 Kg, será necessário que seja despachado no balcão de check-in e será acomodado no porão dianteiro da aeronave, que possui a mesma temperatura e pressurização da cabine de passageiros. Já se o animal tiver mais de 30 kg, o transporte é realizado pela Gollog, unidade de cargas da companhia. Nestes casos, o cálculo das tarifas variam de acordo com o destino e peso do animal.

Todas as informações e documentações necessárias podem ser obtidas pelo site: http://www.voegol.com.br/pt-br/viaje-sem-duvidas/viaje/passageiros-especiais/Paginas/animais-de-estimacao.aspx

 
Da Assessoria de Imprensa da GOL Linhas Aéreas Inteligentes.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

8 Comments:

  1. o problema será aguentar na viagem inteira o espirra espirra dos alérgicos. .. eu sou um desses

  2. Com todo respeito aos animais, mas eu considero anti higiênico.

  3. Já não basta criança chorando, vai ter cachorro latindo agora!

  4. Pensei que já era liberado…

  5. Já imaginou que beleza, viajar sabendo que tem um cão bem debaixo da própria bunda?

Comente