GOL retrata histórias reais de “Pais que ensinam a voar”… Inspirador!


A GOL selecionou três histórias reais e inspiradoras de pais que romperam fronteiras para realizar o sonho de seus filhos e que refletem o real sentimento paterno, de que não há orgulho maior do que ver os filhos voando com as próprias asas. A narrativa foi construída para a campanha “Pais que ensinam a voar”, que será apresentada a partir de hoje nas redes sociais da companhia, em comemoração ao Dia dos Pais.

O filme resgata a infância, as ambições, os sonhos e a realidade de cada um. Primeiro do senhor Willer Pereira, cujo filho Lucas sempre quis ser bailarino. Depois de um pai esportista, o Rodrigo Rocha, que também sempre fez com que seu filho Biel, criança com necessidades especiais, pudesse experimentar a sensação de correr. E, por último, Gil Arruda, que sempre lutou pela realização do sonho de Thiago em ser piloto.

Em todos os casos, nos diferentes contextos, são apresentados os caminhos percorridos e mostram como esses pais, e seus filhos, encararam as dificuldades e enfrentam os desafios. Muitos foram os momentos difíceis, situações sensíveis e lembranças. Mas, o mais importante, por fim, é ter a satisfação de ver como os filhos foram longe, com persistência e amor, e como são felizes por tantas conquistas.

A criação do vídeo é da Ampfy e a TLB foi a produtora responsável por registrar e editar as imagens. Para assistir ao vídeo é só acessar o link: www.paisqueensinamavoar.com.br

paisvoargol

 

Homenagem aos Pais

A GOL preparou ainda uma surpresa para que todos possam também personalizar uma mensagem especial ao seu próprio pai, e compartilhá-la nas redes sociais, enviar via WhatsApp ou dividir por e-mail para toda família.
Ao final do vídeo da campanha “Pais que ensinam a voar”, todos poderão acessar um hotsite, onde será possível inserir uma foto ou um vídeo, e personalizá-lo com uma mensagem.

 

Depoimentos

Willer Pereira – Pai do Lucas, bailarino – Aos sete anos Lucas decidiu ser bailarino. Muitos testes e um sonho realizado. “Atualmente, meu filho viaja o país inteiro fazendo apresentações que me emocionam muito, como se fosse a primeira vez.”

Rodrigo Rocha – Pai do Biel, criança com necessidades especiais – “Sempre fui esportista e isso era qualidade de vida pra mim. Hoje é para ele. Corremos a Maratona do Rio de 42 Km. Tudo é possível, basta querer.”

Gil Arruda – Pai do Thiago, piloto – “A paixão pela aviação vem desde pequeno. E para realizar este sonho abrimos mão de muitas coisas, mas nós conseguimos. E eu faria tudo de novo, só por ver ele fazendo o que gosta.”

Um Comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *