GRU Airport aparece como melhor aeroporto na categoria acima de 15 milhões de passageiros em pesquisa da SAC.

grutps3

O Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos, realizado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), aponta o GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo como o melhor aeroporto do País na “Satisfação Geral do Passageiro” na categoria acima de 15 milhões de passageiros/ano, com nota 4,41, numa escala de 1 a 5. No ranking geral da pesquisa, Guarulhos teve a maior evolução entre os terminais, com 16% de aumento na nota, e aparece em segundo lugar, subindo 11 posições no terceiro trimestre do ano em relação ao período anterior. O relatório avalia a satisfação dos passageiros nos 15 maiores aeroportos do Brasil, de acordo com 48 quesitos.

Entre os itens em que o aeroporto mais evoluiu na última pesquisa, destaque para “Limpeza dos sanitários” e “Limpeza geral do aeroporto”, com notas 4,25 e 4,24, respectivamente. Nesta área, foi implantado um novo modelo de limpeza nos terminais, garantido a eficiência por parte das prestadoras de serviços de conservação.

A “Qualidade do serviço de WiFi” também teve um bom desempenho na avaliação dos passageiros, obtendo nota 3,39. A melhora reflete o investimento em uma nova rede WiFi de abrangência total, que contempla equipamentos de última geração, incluindo 540 novos pontos de acesso. A nova rede do GRU Airport oferece 60 minutos gratuitamente para que o usuário possa navegar na internet a uma velocidade média de até 5 Mbps (megabits por segundo). Já o acesso premium, pode ser contratado online com velocidade de 15 Mbps de velocidade.

O item “Disponibilidade de tomadas”, com nota 3,82, foi outro que evoluiu em relação à última pesquisa. Nesse quesito, a Concessionária investiu na energização de 600 longarinas (bancos) e totens, criando cerca de 2 mil pontos de energia para carregar celulares, laptops e tablets. Ao todo, o aeroporto conta com mais de 4,5 mil tomadas.

Outro aspecto bem avaliado pelos passageiros foi “Conforto acústico e térmico”, que recebeu nota 4,13. No embarque remoto dos Terminais 1 e 2, por exemplo, foram feitas melhorias na climatização, assim como em alguns portões de embarque, que ganharam 40 novos equipamentos de refrigeração do ar.

Em relação ao conforto acústico, o Terminal 3, por exemplo, é equipado com sistema de som direcional, que permite transmitir os avisos somente para as áreas de interesse. O aeroporto também diminuiu a quantidade de avisos sonoros, restringindo a casos estritamente necessários e aos informes padronizados de orientação aos passageiros. Todos os avisos são antecedidos pela marca sonora do aeroporto, criando um padrão na informação passada aos usuários do aeroporto.

Também foi feita a substituição de elevadores e escadas rolantes, por modelos mais modernos e silenciosos, onde o funcionamento é reduzido quando não é utilizado, contribuindo para redução de ruído dos saguões dos terminais.

 

Expansão e conforto

Nesses três anos de gestão, a Concessionária realizou investimentos em obras de expansão da capacidade e ações voltadas para aumentar a qualidade dos serviços, com o objetivo de melhorar a experiência do passageiro que utiliza aeroporto, aumentando a percepção de conforto e segurança em todos os terminais do GRU Airport.

O reflexo desses investimentos pode ser comprovado na pesquisa da SAC, na qual Guarulhos aparece entre os aeroportos que mais evoluíram na percepção dos passageiros.

Entre as principais obras realizadas, está a abertura do Terminal 3, em maio de 2014, que duplicou a área de terminais, de 191 mil m2 para 387 mil m2. Com isso, a capacidade do aeroporto saltou de 30 milhões para 42 milhões de passageiros/ano;

A inauguração do edifício-garagem, em maio de 2013, adicionou mais 2.644 vagas. Ao todo, a Concessionária duplicou a oferta de vagas, de 3,9 mil para 8,7 mil atuais;

A construção de dois pátios de aeronaves e a reforma de outro já existente aumentou a capacidade de 79 posições para 123;

O número de estabelecimentos comerciais, especialmente em alimentação, cresceu significativamente de 102 para 244, ampliando a oferta para atender os diferentes perfis de público que frequentam o aeroporto;

Agora, estão em andamento as obras de modernização dos Terminais 1 e 2, que irão ampliar as áreas operacionais, como check-in, raio-X, controle de passaporte, restituição de bagagem, além de aumentar a oferta de lojas. A obra será entregue até o fim de 2016.

 

Fatos relevantes

– Implantação do sistema de pouso por instrumentos ILS – Categoria III-A, que permite aterrissagens com visibilidade de até 200 metros. Guarulhos foi o primeiro aeroporto do País a ter a tecnologia, que reduz as probabilidades de o aeroporto fechar por condições climáticas.

– Aumento capacidade de movimentos/hora no sistema de pistas de 47 para 52.

– Criação do aplicativo do aeroporto para facilitar e orientar o passageiro sobre os serviços disponíveis no aeroporto, como informações sobre voos, localização e lojas, entre outros.
– Inauguração das Salas VIP do aeroporto (First Class Lounge e Executive Lounge) e dos espaços da Star Alliance, LATAM, American Airlines e ProAir/Mastercard Black, totalizando mais de 7 mil m2 de área com serviços especiais para os passageiros.

– Inauguração do hotel Tryp GRU Airport no lado ar do Terminal 3. Com 80 quartos, o hotel é voltado para passageiros que estão em conexão.

– Serviços especializados no edifício-garagem, como reserva de vagas online, drywash e valet.

– No dia 28 de outubro, o aeroporto obteve autorização para operar o Airbus A380, maior aeronave de passageiros do mundo. Primeiro voo programado para o dia 14 de novembro, em operação da Emirates vinda de Dubai.

grunumber

Sobre a Concessionária

No dia 6 de fevereiro de 2012, o consórcio formado pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A.) e ACSA (Airports Company South Africa) foi anunciado o vencedor do leilão de concessão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, o maior do País, com movimento de 39,5 milhões de passageiros em 2014. Com a assinatura do contrato foi formada a Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A., com 51% das ações pertencentes à Grupar (grupo Invepar e ACSA) e 49%, à Infraero. Dos 51% da iniciativa privada, a Invepar tem participação de 80% e a ACSA, de 20%.