GRU Airport avança rumo um novo patamar e as mudanças começam em dezembro.

IMG_0732
No dia 2 de dezembro, o GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo promove a mudança na numeração de seus terminais, visando estabelecer uma sequência lógica entre eles e, com isso, facilitar a orientação dos passageiros. Com a renumeração, o atual Terminal 4 passa a ser 1. Os atuais Terminais 1 e 2 serão unificados e passam a ser Terminal 2. O Terminal 3 mantem sua numeração atual.

A nova nomenclatura consiste também na renumeração dos portões de embarque e check-in, mudança que acontece no dia 18 de novembro. Assim, o Terminal 1, por exemplo, terá portões com numeração a partir de 100. O Terminal 2, a partir de 200, e o Terminal 3, de 300. A mesma numeração vale para as esteiras de restituição de bagagens dos seus respectivos terminais.

Já a identificação das áreas de check-in por terminal ficará desta forma: check-in “A” no Terminal 1, check-in “B”, “C”, “D” e “E” no Terminal 2 e check-in “F”, “G” e “H” no Terminal 3.

Em função da nova numeração dos terminais, será feita a adequação de toda a sinalização do complexo aeroportuário, incluindo as placas da rodovia de acesso ao aeroporto.

O projeto de renumeração dos terminais foi feito com base em ouvidorias, sugestões de companhias aéreas, rondas e análise do fluxo de passageiros. O objetivo é facilitar os processos de embarque e desembarque em todos os terminais.

Com a mudança, a numeração dos terminais, portões e esteiras ficará totalmente alinhada, como no esquema abaixo:

TERMINAL 1
– Portões de 101 a 109
– Esteiras de 101 a 103
– Check-in “A”

TERMINAL 2
– Portões de 201 a 246
– Esteiras de 201 a 225
– Check-in “B”, “C”, “D” e “E”

TERMINAL 3
– Portões de 301 a 326
– Esteiras de 301 a 307
– Check-in “F”, “G” e “H”

Modernização

Outra mudança importante nos atuais Terminais 1 e 2 será a centralização do embarque doméstico e do setor de raio-X, que começam a operar a partir do dia 2 de dezembro, juntamente com a nova numeração dos terminais. O embarque internacional do Terminal 2 continuará sendo feito pelo mesmo local, até sua transferência para a área centralizada.

A estrutura antiga contava com quatro áreas de embarque, duas em cada terminal, considerando voos domésticos e internacionais. Dentro do novo projeto, a ideia é que todos os passageiros acessem a área de embarque por um único local e depois migrem para o portão do seu voo. Com isso, será mais fácil para o passageiro se orientar, já que o acesso será feito por uma entrada única, e não mais quatro.

O projeto prevê a ampliação de setores-chave do aeroporto, como check-in, restituição de bagagem e saguões de embarque e desembarque. Ao todo, serão acrescidos 23 mil m2 de área operacional. Com o objetivo de oferecer mais opções de alimentação e lojas aos passageiros, a área de varejo também será expandida em 4,6 mil m2. Na primeira fase das obras, o número de lojas vai saltar das 24 atuais para 32. O projeto prevê a construção da Avenida GRU na área restrita, um espaço destinado apenas para lojas, restaurantes, bares, com cadeiras e mesas com vista para o pátio de aeronaves.

Primeiras ações

Na prática, o projeto de modernização dos atuais Terminais 1 e 2 começou em 2012. As primeiras mudanças percebidas pelos usuários ocorreram nos saguões, com a reforma e ampliação dos banheiros localizados nos saguões de check-in. Os quatro conjuntos foram reconstruídos e ganharam uma área maior do que a anterior, um visual mais arejado e mais espaço para movimentação de carrinhos de bagagem e de pessoas com necessidades especiais. Também foram instaladas 900 placas de sinalização e orientação ao passageiro. A adoção de layout padronizado, como o utilizado nos grandes complexos aeroportuários internacionais, permite melhor identificação das informações por pessoas de todo o mundo.

Em agosto de 2013, foi inaugurada a expansão do Terminal 2. O projeto contempla uma praça de alimentação com nove lojas no check-in D do Piso Embarque e ampliação do Duty Free no Piso de Desembarque, que teve sua área praticamente duplicada.

O embarque remoto internacional e nacional do Terminal 2 também foi ampliado. Em ambos, foi adicionado mais um portão de embarque, além dos três atuais em cada área. Também foram construídos dois novos banheiros nesses espaços. A reforma no embarque remoto nacional e internacional permite reverter esses espaços em uma única área de embarque, seja nacional ou internacional, de acordo com a demanda.

A modernização dos equipamentos foi realizada em fevereiro deste ano, com a troca dos oito elevadores da área pública, e concluída em maio, com a substituição das oito escadas rolantes que fazem a ligação embarque-desembarque. No primeiro trimestre deste ano, foram entregues os novos banheiros do piso de Desembarque.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

22 Comments:

  1. Interessante a área com mesas, de frente pro pátio central. Essa área é depois do checkpoint ou em área pública?

  2. Muito bom!!!! Alguem sabe dizer se, de acordo com o projeto de modernizacao dos terminais, aquela parte do Carl`s Jr no atual Terminal 1 vai continuar dando pra ver os avioes?? hheheeheh

  3. ainda??!! por isso que a Emirates não pode ainda operar com o gigante A380

  4. E o ar condicionado ohh

  5. So falta ar condicionado potente e organizaçao na área de embarque e desembarque, carros estacionados onde nao deveriam, parados em fila dupla, sem fiscalizaçao nenhuma

  6. Olha gente … nosso novo terminal 2 .. pax doméstico e internacional juntos kkkk quero só ver isso Cíntia Chimirri Douglas Vinicius Renata Gonçalves Simone Leandro Andrea Martins Lilý Marie Felipe Santos

  7. Com isso coloca uma entrada bonita, faz os passageiros andar muito mais, e o maior objetivo deles passar por um monte de lojas.

  8. Acho q não entenderam o texto… o embarque de passageiros domésticos será separado do internacional!

  9. Existe umas meninazinhas metidas a entendidas que querem saber mais que os engenheiros. Estou com o Alex. enquanto isso vai trabalhar 12, 14, 16 horas, kkk até chegar no patamar dos que estudaram para te proporcionar um espaço e te dar emprego menina !!!!.

Comente