GRU Airport completa três anos de gestão privada e se prepara para as Olimpíadas.

grutps3
Desde que o GRU Airport- Aeroporto Internacional de São Paulo passou a ser administrado oficialmente pela iniciativa privada, em fevereiro de 2013, foram realizadas diversas obras de expansão da capacidade, investimentos em novas tecnologias e melhorias em geral, visando oferecer mais conforto e segurança aos usuários do aeroporto.

O resultado dessas ações pode ser comprovado nas pesquisas de satisfação de passageiros, seja da SAC (Secretaria de Aviação Civil) ou da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), além de estudos de consultorias internacionais, como OAG e Skytrax, comprovam que a percepção dos usuários em relação ao Aeroporto de Guarulhos melhorou consideravelmente.
O Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos, realizado pela SAC no quarto trimestre de 2015, aponta o GRU Airport como o melhor aeroporto do País na “Satisfação Geral do Passageiro” na categoria acima de 15 milhões de passageiros/ano, com nota 4,41, numa escala de 1 a 5.

A pesquisa de satisfação da FIPE, realizada desde fevereiro de 2013, também apresenta uma evolução na qualidade dos serviços, saltando de uma nota de 3,7 no primeiro levantamento para 4,1, dado da última pesquisa, de janeiro de 2016.

Em levantamento da OAG (Official Airport Guide) de 2015, GRU foi considerado o terceiro aeroporto mais pontual do mundo entre os terminais internacionais com maior movimentação de passageiros. No ranking da Skytrax de 2014, GRU aparece como o melhor aeroporto do Brasil, em pesquisa com 13 milhões de passageiros de mais de 100 países.
“Nosso objetivo é buscar, permanentemente, a excelência na qualidade dos serviços e, com isso, proporcionar uma melhor experiência do passageiro em relação ao aeroporto”, destaca o presidente do GRU Airport, Marcus Santarém.

Expansão da capacidade

Nesses três anos de gestão da Concessionária, o aeroporto vem passando por um intenso processo de transformação, com investimentos da ordem de R$ 4 bilhões.
Entre as principais obras realizadas, está a abertura do Terminal 3, em maio de 2014, que duplicou a área de terminais, de 191 mil m2 para 387 mil m2. Com isso, a capacidade do aeroporto saltou de 30 milhões para 42 milhões de passageiros/ano;

A inauguração do edifício-garagem, em maio de 2013, adicionou mais 2.644 vagas. Ao todo, a Concessionária duplicou a oferta de vagas, de 3,9 mil para 8,4 mil atuais;
A construção de dois pátios de aeronaves e a reforma de outro já existente aumentou a capacidade de 79 posições para 123;
O número de estabelecimentos comerciais, especialmente em alimentação, cresceu significativamente de 102 para 238, ampliando a oferta para atender os diferentes perfis de público que frequentam o aeroporto;
No momento, estão em andamento as obras de modernização do Terminal 2, que irão ampliar as áreas operacionais, como check-in, raio-X, controle de passaporte, restituição de bagagem, além de aumentar a oferta de lojas. A obra será entregue até o fim de 2016.

Fatos relevantes

– Implantação do sistema de pouso por instrumentos ILS – Categoria III-A, que permite aterrissagens com visibilidade de até 200 metros. Guarulhos foi o primeiro aeroporto do País a ter a tecnologia, que reduz as probabilidades de o aeroporto fechar por condições climáticas.
– Aumento capacidade de movimentos/hora no sistema de pistas de 47 para 52.
– Criação do aplicativo do aeroporto para facilitar e orientar o passageiro sobre os serviços disponíveis no aeroporto, como informações sobre voos, localização e lojas, entre outros.
– Inauguração das Salas VIP do aeroporto (First Class Lounge e Executive Lounge) e dos espaços da Star Alliance, LATAM, American Airlines e ProAir/Mastercard Black, totalizando mais de 7 mil m2 de área com serviços especiais para os passageiros.
– Inauguração do hotel Tryp GRU Airport no lado ar do Terminal 3. Com 80 quartos, o hotel é voltado para passageiros que estão em conexão.
– Serviços especializados no edifício-garagem, como reserva de vagas online, lavagem ecológico e valet.
– No dia 28 de outubro, o aeroporto obteve autorização para operar o Airbus A380, maior aeronave de passageiros do mundo. Primeiro voo programado para o dia 14 de novembro, em operação da Emirates vinda de Dubai.
– Entrega do embarque doméstico centralizado do Terminal 2, em dezembro do ano passado, com a nova numeração dos terminais, visando estabelecer uma sequência lógica entre eles e facilitando a orientação dos passageiros no aeroporto.

O que vem por aí

Entre os investimentos programados, está a conclusão das obras de modernização do Terminal 2, prevista para o fim do ano, e que irá ampliar a capacidade do aeroporto para 48 milhões de passageiros por ano.

Jogos Olímpicos

Para este ano, o grande desafio será o atendimento a turistas e delegações para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O GRU Airport será o principal polo de distribuição de voos para a capital fluminense durante o evento.
Para abertura dos jogos, no Rio de Janeiro, são esperados cerca de 11 mil atletas, dos quais mais de 4 mil devem passar por Guarulhos em conexão. Entre os competidores paralímpicos, quase 2 mil irão chegar ao Brasil por GRU antes de seguir para o Rio de Janeiro. O aeroporto também receberá atletas como destino final. A cidade de São Paulo sediará 10 jogos do torneio olímpico de futebol nas modalidades masculino e feminino, quatro a mais que na Copa do Mundo de 2014.
A operação especial de atendimento às Olimpíadas começa em julho e termina após os jogos paralímpicos, em setembro. A partir de junho, começam a chegar ao Brasil os primeiros veículos de imprensa internacional que irão acompanhar a preparação final do país para o evento. Cerca de 7 mil veículos de imprensa devem passar por Guarulhos.
As equipes de atendimento ao passageiro do GRU Airport estão recebendo treinamento especial para atender as características das delegações em cada modalidade e as necessidades dos atletas paraolímpicos. Irão participar das Olimpíadas mais de 200 nações e outras 160 para o torneio paralímpico.

NÚMEROS GERAIS

ANTES DEPOIS
Capacidade (passageiros/ano) 30 milhões 42 milhões
Área dos Terminais 191.540 m2 387.109 m2
Capacidade dos pátios de aeronaves 79 posições 123 posições
Pontes de Embarque 25 45
Balcões de check-in 320 362
Vagas de estacionamento 3,9 mil 8,4 mil
Lojas 102 235

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.

4 Comments:

  1. Tem matéria semelhante sobre viracopos?

  2. Melhorou muito o aeroporto só precisam arrumar o atual terminal 2 desembarque confuso e continua com cara de rodoviária se pra nativo e confuso imagina pros gringos nem os funcionários dão informações precisas aos usuários

Comente