Hainan Group pretende comprar a Avianca e a Avianca Brasil.

787 Hainan Avianca

O grupo chinês HNA, dono de diversas empresas aéreas e de turismo, demonstrou interesse em comprar a Avianca Holdings e a Avianca Brasil, que atualmente pertencem ao Synergy Group, liderado por Germán Efromovich.

Tanto a Avianca Holdings – empresa originária da fusão entre Avianca Colômbia e TACA Peru – quanto a Avianca Brasil estão trabalhando para atrair investimentos de até $500 milhões de doláres, que poderiam resultar em uma completa venda da companhia. O movimento da Avianca também atraiu interesse das americanas Delta e United, segundo fontes informaram à Reuters.

Se a HNA fechar negócio, será o segundo maior investimento do grupo no mercado latino-americano, após comprar 23.7% das ações da Azul Linhas Aéreas.

O diretor financeiro da Avianca, Gerardo Grajales, voou para a China de acordo com uma fonte na companhia, porém a estrutura do possível negócio ainda não é conhecida.

As ações da Avianca Holdings subiram 16% hoje após a notícia do possível negócio se espalhar. O Synergy Group controla separadamente a Avianca Holdings e a Avianca Brasil, devido a leis brasileiras que requerem grande participação de capital nacional no controle de companhias aéreas.

Ainda no mercado financeiro, as ações da Delta e United tiveram uma leve queda de 2% na bolsa de Nova Iorque (NYSE) após a notícia do suposto acordo. “Nós continuamos a analisar as oportunidades para fortalecer nossas relações com parceiros que irão permitir serviços melhores e mais convenientes para nossos clientes. Porém não discutimos rumores ou especulações.” afirmou a United em nota.

A Delta se recusou a comentar, e ambas as Aviancas não responderam de imediato os questionamentos da Reuters. Quanto aos grupos HNA e Synergy, não foi obtida resposta sobre o assunto.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

35 Comments:

  1. Júlio
    ” Ni Hao, aqui é o comandante… “

  2. É melhor a Avianca não aceitar a proposta sozinha ela está crescendo muito.

  3. Cmte Ronaldo Ferreira olha isso mano. Se eles comprar a Avianca eu vou ficar puto pra caralho.

  4. Até onde sei, a Avianca é a “menina dos olhos” do Grupo Synergy, acredito que essa venda não seja realizada.

  5. Ja voei nos 787 da Hainan, otimo serviço, creio que se houver a compra, a avianca pode aumentar a quantidade de destinos, principalmente ligando a america latina a asia via EUA, Chines pensa com o bolso, nao é atoa

  6. Moacir Bragança, Crystiano Reznor, Guilherme de Napoli,

  7. Não será uma venda total, mas de parte, a Synergy continuará majoritária

  8. A mesma que comprou parte da AZUL?

  9. Corrida pela sobrevivencia. A aviação comercial brasileira já está toda vendida mesmo, então mais um comprador não vai fazer muita diferença. Com a compra da Avianca BR e particpação na Azul, a Hainan pode bater de frente com Latam, criando, talvez uma guerra de tarifas. Para o consumidor pode ser bom, por um tempo, até a mais forte ganhar. Depois haverão reajustes de tarifas para cima. Vamos pegar um café, sentar no sofá oe ver onde isto vai dar.

  10. Os Chineses, fabricando na base da escravatura, produtos falsificados e com qualidade de lixo, estão com dinheiro mais que sujo comprando grandes companhias ocidentais. Este é o liberalismo económico que os americanos tanto apregoam e que vai mudar o centro financeiro para o oriente…

  11. aaaaah não… comprar a ONE aí já é demais 🙁

  12. Infelizmente mais uma empresa brasileira prestes a desaparecer…

  13. Quero saber quando abrirar novas vaga de emprego para o pessoal do voo!

  14. Que nada,espero que não aconteça pois nada haver na minha opnião

Comente