Infraero busca parceiros para investir no novo terminal de passageiros de Vitória.

Divulgação Infraero

A Infraero realiza nesta sexta-feira (5/5) a oitava edição do Voo de Negócios, que desta vez receberá os empresários interessados em investir no novo terminal de passageiros do Aeroporto de Vitória/Eurico de Aguiar Salles. O objetivo é dialogar com o mercado para buscar parcerias e mapear o aproveitamento comercial que as novas instalações oferecerão aos passageiros e usuários na capital capixaba.

Ao todo, serão 2,7 mil m² que poderão ser ocupados por estabelecimentos de serviços, alimentação e varejo, além dos órgãos públicos relacionados ao aeroporto. “Nossa estratégia é dialogar com os empresários e o mercado para definirmos o melhor mix comercial a ser oferecido aos passageiros, usuários e comunidades vizinhas ao aeroporto”, afirma o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira

Como atrativo, o Aeroporto de Vitória apresenta seu resultado de negócios. Em 2016, o terminal atual faturou R$ 25,4 milhões com suas lojas, que hoje dispõem de 952 m². “Numa estrutura maior e mais moderna, a tendência é que tenhamos um faturamento maior, tanto para os empresários parceiros quanto para a Infraero”, avalia o diretor Comercial e de Soluções Logísticas, José Cassiano Ferreira Filho.

 

Além do terminal

Outro foco a ser explorado no Voo de Negócios Vitória é a ocupação das áreas externas, onde os empreendedores poderão desenvolver negócios como hotéis, postos de combustíveis, locadoras de veículos, home-center, postos de abastecimento de aeronaves, entre outros. “O Aeroporto de Vitória conta com aproximadamente 350 mil m² de espaços que podem ser ocupados por atividades que atendam passageiros ou operadores de aeronaves”, explica o superintendente do terminal, Afrânio Mar.

 

Caminho para a parceria com a Infraero

A Infraero oferece ao mercado uma ferramenta aos interessados em investir nos aeroportos. Por meio endereço www.negociosaeroportuarios.com, os empreendedores podem estabelecer uma troca de informações para construir uma prospecção comercial mais apurada, sinalizando para Infraero quais são as demandas do mercado, além de poder conhecer as possibilidades oferecidas pela empresa em seus aeroportos.

Também é possível saber quais são as licitações em curso, pesquisando tanto por objeto como por aeroporto, além de acompanhar o desenrolar dos processos, podendo o interessado se cadastrar para receber as informações atualizadas e pontuais.

 

A Infraero trabalha com duas modalidades de contratação:

Com processo licitatório:
• Concessão de uso de área sem investimento: dentro dos terminais de passageiros (varejo, alimentação, mídia e serviços) e áreas externas (Complexos Logísticos), com prazos de até 120 meses.
• Concessão de uso de área com investimento: nas áreas externas (hotel, centro de convenções, complexos logísticos, home centers e supermercados), com prazos de até 300 meses.

Com processo de credenciamento, dispensa ou inexigibilidade de licitação:
• Ações eventuais, promocionais e publicidade: atividades de experimentação, degustação, lançamento ou exposição de produtos e serviços, com prazos de até 06 (seis) meses.

Todas essas informações também podem ser buscadas pelo telefone 0800-722-0243, canal onde os interessados nos negócios comerciais podem tirar dúvidas e até fazer um cadastro para receberem novidades sobre as oportunidades nos aeroportos.

SERVIÇO
Voo de Negócios – Vitória
Local: Hangar BR Aviation – Av. Fernando Ferrari, 3800
Credenciamento: 9h
Abertura do evento: 10h
Contato: (27) 3235-6308

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

16 Comments:

  1. Essa Infraero órgão que existe apenas para cargos comissionados do governo deveria tomar uma boa dose de vergonha na cara e assumir a obra desse terminal logo, a ampliação do Eurico Salles se arrasta por mais de 10 anos.

    A mesma situação acontece com a Pampulha em Belo Horizonte, o único aeroporto do Brasil que alaga, a água chega a 1 metro de altura como se tivease sido construído em area de várzea, com pingueiras no teto e um monte de outras falhas, e a Infraero ?

  2. Fernando Binho Bravim Monica Souza Giselle Carvalho Aeeeee!

  3. A Infraero não tem mais competência para administrar os aeroportos do Brasil…