IRAN AIR encomenda 109 aeronaves da Boeing, em negócio recorde.

777_iran_air_aeroin

Em um acordo de US$ 16,6 bilhões, a IRAN AIR anuncia que encomendou um total de oitenta novas aeronaves junto à Boeing. O negócio é o maior entre Irã e Estados Unidos desde 1979 e foi feito semanas após a mesma empresa ter anunciado uma encomenda também recorde junto à europeia Airbus, de 118 aeronaves.

Ao todo serão 50 Boeing 737 e 30 Boeing 777, que serão entregues a partir de 2018, os quais renovarão a frota da empresa iraniana, defasada em muitas décadas, em razão das sanções aplicadas por EUA e Europa após a revolução de 1979.

A venda foi possível por conta da queda das sanções, promovida pela administração Obama em Setembro de 2016. Pouco depois da assinatura do novo tratado, o Departamento do Tesouro aprovou as negociações entre a iraniana e as fabricantes Boeing e Airbus. A Boeing ainda necessitou de uma aprovação especial para assegurar que o Irã não usaria as aeronaves para fins militares.

Além dos 80 novos aviões, a Boeing ainda recebeu a licença para ajudar a Iran Air e encontrar 29 outras aeronaves em companhias de leasing.

O negócio vem num momento oportuno para a Boeing, que estudava uma redução em seu quadro. Segundo a fabricante, 100.000 empregados estarão envolvidos nesse negócio com o Irã pelos próximos anos. Agora, a única dúvida é como o negócio será conduzido pelo presidente Donald Trump, fervoroso defensor do cancelamento do tratado com o Irã.

Informações da CNN

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.
  • Bom pra todo mundo, mas daqui a pouco vem um falar me….

  • Partiu viajar de graça na minha empresa de avião Jonathan Jones Igor Macêdo

  • Enfim, sensatez! Espero que o Trump não desfaça o negócio. Se o fizer, mostrará como o Partido Republicano ainda é atrasado.

    • E de grande chance para a consorcio europeu. No momento atual, nada me surpreenderia.

    • nem pro consorcio europeu e bom .o trump no poder..

  • Ja sabiamos do negocio com Air bus. Agora com Boeing também?

  • Na verdade foram 80 aeronaves e não 109, são 50 737max 15 77W e + 15 779X.

    • Explicamos na matéria. São ao todo 109 Boeings

    • Então fizeram mais encomendas agora por que aonde vi essa notícia só falaram de 80 aeronaves, e não tinha visto novas adições.

    • “Além dos 80 novos aviões, a Boeing ainda recebeu a licença para ajudar a Iran Air e encontrar 29 outras aeronaves em companhias de leasing “

    • Ah sim, bom saber Rodolfo Soares, agora essas outras 29 aeronave tá incluído dessa vez o 787?