As 10 regras de ouro dos cientistas para você ACABAR com o Jet Lag.

JetLag004

Quando você cruza várias “time zones” (as linhas verticais que dividem a Terra em meridianos), sua glândula pineal – localizada no centro de sua cabeça e que controla a temperatura do seu corpo e seu relógio biológico – é estimulada pela alteração da luz do dia percebida pelos seus olhos, causando um verdadeiro desastre no seu ritmo natural. Essas alterações constituem o chamado “efeito Jet Lag”.

A Organização Mundial da Saúde alerta que os efeitos vão muito além de problemas com o sono. O Jet Lag pode causar problemas de indigestão, distúrbios de funções intestinais, variações de pressão sanguínea e mal-estar.

Mas o mistério do Jet Lag pode tornar-se coisa do passado. Especialistas descobriram o mecanismo molecular específico que permite ao nosso oscilador circadiano (nosso relógio biológico diário) manter-se no ritmo. O relógio circadiano está presente em quase todos os organismos vivos e permite a eles coordenar sua biologia e seu comportamento. Agora, o objetivo dos pesquisadores é criar uma droga capaz de eliminar o efeito do Jet Lag.

Porém enquanto as pesquisas não avançam ao ponto de tornar os medicamentos disponíveis nas prateleiras, podemos tomar algumas medidas para evitar que os efeitos do Jet Lag arruínem nossa viagem. Confira as dicas da Dra. Nerina Ramlakhan, especialista em assuntos sobre o sono.

 

JetLag010

 

ANTES DE VOAR:

1. Pense adiante

Comece preparando a semana que antecede sua viagem. Durma bem, faça algum exercício regular (de preferência ao ar livre), coma de forma saudável, evite cafeína e mantenha-se bem hidratado.

 

2. Mantenha-se ativo

No aeroporto, procure mover-se o máximo possível. Ficar sentado aguardando o seu voo é a pior coisa que você pode fazer. Mantenha-se ativo antes do voo e você não sentirá tanta preguiça quando embarcar.

Dentro do avião, alongue-se e ande regularmente para aumentar o fluxo sanguíneo e reduzir a sensação de letargia.

 

3. Coma bem

No dia de sua viagem, e após chegar no seu destino, coma refeições saudáveis com frutas frescas e vegetais. Evite cafeína, açúcar refinado e, se possível, evite até refeições servidas a bordo que apresentem temperos fortes. Leve lanches a bordo com você, como bolos de aveia, nozes, frutas secas e frutas frescas.

JetLag011

 

NO AVIÃO

4. Beba com sensatez

Mantenha-se hidratado e evite bebidas estimulantes. Leve uma considerável quantia de água com você, e saquinhos de chás de ervas para que você possa ter uma bebida quente livre de cafeína.

 

5. Medite

Feche seus olhos e medite na decolagem e no pouso durante 20 minutos em cada um. Respire profundamente, e imagine que você é uma planta e está aprofundando raízes enquanto exala. Imagine que essas raízes espalham-se em todas as direções nas profundezas da terra, ancorando você.

 

JetLag003

 

6. Relaxe

Assista a um filme relaxante, ouça música, ou leia. Se você começar a se sentir sonolento, desligue o filme ou guarde o livro, e prepare-se para repousar ao invés de apenas cochilar enquanto assiste ou lê. Se você precisa trabalhar durante o voo, faça-o por curtos períodos de tempo.

 

JetLag008

 

7. Descanse

Dê preferência por repousar ao invés de dormir profundamente. Respingue óleos de lavanda ou eucalipto na sua almofada de voo para te ajudar a relaxar, e use máscara nos olhos e protetores auriculares.

Coloque um aviso de “NÃO PERTURBE” na sua mesa se você não quer ser acordado durante refeições ou vendas de duty-free.

 

JetLag002

 

8. Evite medicamentos

Evite medicamentos que te ajudem a dormir, pois seu organismo precisa se ajustar naturalmente ao fuso horário. Se você não consegue repousar, pense em relaxar um pouco. Dessa forma você provavelmente acabará caindo no sono.

 

JetLag009

 

QUANDO CHEGAR

9. Não tire um cochilo

Tente evitar o cochilo uma vez que você precisa sincronizar seu relógio biológico com o fuso horário do seu destino.

Se você estiver muito exausto e realmente precisar descançar, faça-o entre as 14h e as 16h e durma por no máximo 20 minutos. Coma comida leve, pois se sentir cheio irá aumentar sua sensação de cansaço.

 

10. Desligue-se do horário anterior

Acerte seu relógio para o horário local imediatamente e não fique pensando sobre que horário seria na sua casa. Isso dificultará a adaptação ao novo horário.

 

Veja como os pesquisadores conseguiram chegar às conclusões do estudo. 

Os pesquisadores descobriram o interruptor que regula nosso organismo, uma proteína denominada “PER2”, e dizem que ele pode ser influenciado por medicamentos para tratar os efeitos do Jet Lag, da insônia ou de desordens metabólicas.

Normalmente o ciclo de 24 horas do relógio biológico circadiano se mantém sincronizado com o nascer e o pôr do sol, garantindo que consigamos dormir durante a noite. Os pesquisadores afirmam que uma das razões para isso ser possível é a sensibilidade que nosso relógio biológico possui a pequenas mudanças de temperatura.

Descobertas de estudos recentes, publicadas no jornal científico “Molecular Cell”, deram nova luz ao entendimento sobre como o relógio se adapta às diversas condições de temperatura e mudanças metabólicas que nosso organismo experimenta.

Os pesquisadores descobriram que a PER2 é “desmontada” ou “remontada” pelo nosso organismo em resposta a qualquer pequena variação de temperatura e metabolismo. Esse processo ocorre através da adição de fosfatos, ou “fosfointerruptores”, na cadeia da proteína PER2.

A maioria das reações química ganha velocidade com o aumentado da temperatura, então a PER2 deveria ser rapidamente degradada com o calor. Porém, o time de pesquisadores mostrou que em altas temperaturas os fosfointerruptores garantem que a degradação da proteína PER2 seja lenta, mantendo assim a velocidade do relógio biológico.

O co-orientador do estudo, Professor David Virshup, da Duke-NUS Graduate Medical School Singapore, afirma: “Utilizando em conjunto as análises bioquímicas e os modelos matemáticos, nós demonstramos como o relógio circadiano mantém o ciclo de 24 horas independentemente das mudanças de temperatura e metabolismo”.

Ele diz que as descobertas têm diversas implicações. Os fosfointerruptores dão às pesquisas e aos cientistas um potencial alvo para medicamentos influenciarem no comportamento do relógio circadiano. Esse novo alvo pode tornar possível conter os efeitos do Jet Lag, do trabalho em turnos e, possivelmente, transtornos afetivos sazonais. Esse modelo será útil para determinar quando medicamentos devem ser administrados para modificar o ritmo circadiano da forma mais efetiva possível.

Agora os pesquisadores planejam testar suas previsões em animais para depois avançarem às pessoas.

Matéria traduzida e adaptada do britânico Mirror Online.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

5 Comments:

  1. Q legal! Se aplica nos 15h de fuso horário q tomei alguns dias atras vindo da N.zelandia? #not

  2. Andressa Caggiano, Rafael Rodrigues Rocha, Talles Coll, Rafaela Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *