Juiz multa empresa que vendeu passagem para a Europa com escala em Nova York.

048a
O fato parece bizarro, mas aconteceu de verdade e foi em Santa Catarina. O indivíduo havia comprado passagens de ida e volta para Munique, na Alemanha, através de uma agência de viagem, quando recebeu o e-mail com o bilhete aéreo descobriu que o voo de volta fazia uma escala em Nova York.

Diante do fato de não possuir visto americano, o turista teve de cancelar sua passagem. Com a recusa da agência de devolver o dinheiro, a qual alegou que apenas intermediou a negociação e que os valores já haviam sido repassados à empresa aérea, o homem resolveu entrar na justiça.

O juiz Marlon Negri, que responde atualmente pela Vara da Fazenda Pública da comarca de Jaraguá do Sul, negou pedido de antecipação de tutela formulado por empresa com atuação no ramo de turismo e confirmou, desta forma, multa de R$ 94 mil aplicada pelo Procon daquele município após reclamação de um consumidor por má prestação de serviços e recusa em restituir valores.

Autos n. 0309638-08.2015.8.24.0036

19 Comments:

  1. Caraaaaaaaaaaamba, mas seria uma boa rsrs

  2. Olha isso Louvane Marina e Rodrigo

  3. Vai depender como foi o acerto com a empresa de viagem e as informaram corretamente essa conexão nos EUA

  4. Edgard da um look nessa matéria!!!

  5. Se era apenas uma escala, ele nem desceria do avião. Mas se era conexão, sim. Só não sei se nessa conexão ele teria que passar pela imigração ou transitaria por área isolada do aeroporto.

  6. Para você passar por solo americano, seja escala ou conexão é exigido visto! Logo ele não poderia nem fazer escala!

  7. Mesmo se for escala sem descer do avião?

  8. Mesmo sem nem desembarcar do avião! Coisas de EUA! alguns países têm como a sala de embarque/conexão como zona neutra sem necessidade de visto! Infelizmente EUA não são um deles

  9. Mas a multa não foi para a empresa aérea. Nesse caso a responsabilidade foi da agência de viagens

  10. Nesse caso ele deveria sair da aeronave e pegar outro voo e de outra empresa.

    • Luiz Cesar Felício

      Não seria possível sequer embarcar no Brasil pois a cia aérea ao verificar a conexão (ou escala) nos USA teria que exigir o visto correspondente. Por outro lado, parece pouco provável que o agente de viagens não tenha informado esta exigência ao cliente, já que fez uma reserva para uma rota simples, com muitas opções inclusive com voos diretos, no mínimo, incomum!

  11. Poderiam colocar uma foto diferente, sem envolver qualquer empresa aérea para não prejudicar imagem.

  12. É excelente, faz muito mais milhas!

  13. Em qualquer caso, nos EUA não existe conexão sem visto. Nem no canadá.

  14. Eu e quem queria essa viagem para Europa com escala em Nova York, né não Lídia Sarquis ?! Kkkkkkk