KLM e Aeroporto de Schiphol testam novo sistema de reconhecimento facial.

Atravessar as barreiras de segurança durante todo o trajeto do aeroporto sem apresentar nenhum tipo de documento ou passaporte pode parecer uma realidade distante, mas em breve será possível graças ao sistema de “reconhecimento facial” que está em fase de testes no Aeroporto de Schiphol, em Amsterdã (Holanda), com a cooperação voluntária da KLM e de seus passageiros.

Um portão de embarque foi adaptado com a tecnologia biométrica, para atender a demanda do grupo de passageiros da KLM que se dispôs a participar do teste da tecnologia. Os voluntários devem ir até o quiosque de registro especial na área de espera, perto do portão de embarque, para fornecer as informações necessárias. O registro compreende a digitalização do passaporte, do cartão de embarque e do escaneamento facial de cada passageiro. Após o embarque, os dados pessoais coletados são apagados em até 10 horas.

A KLM e o Aeroporto de Schiphol estão constantemente implementando inovações e criando formas inteligentes para melhorar a conveniência das viagens, os processos aeroportuários e o tempo necessário para realizá-los. O aeroporto pretende tornar-se “líder digital” em 2018 e este teste é apenas um passo nessa direção. A introdução do primeiro escaneamento de segurança para passageiros, tripulação e pessoal, além da nova Security Lane inaugurada em 2015, são alguns resultados provenientes da colaboração do aeroporto com a KLM e com as autoridades governamentais.

Atualmente, outro teste de escaneamento está sendo feito para que os passageiros deixem seus laptops e líquidos em suas malas. Mais tecnologias inovadoras continuarão sendo testadas regularmente e, com a eficácia comprovada, serão utilizadas.

Da assessoria de imprensa Air France/KLM.

André Le Senechal

Pesquisador apaixonado, piloto privado. Aluno de Aviação Civil na Anhembi Morumbi. Respira o ar do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Assíduo praticante de Plane Spotting e Simuladores de voo.