LATAM passa a servir espumante brasileiro premiado na Premium Business.

A partir de hoje, a LATAM Airlines começa a oferecer espumantes latino-americanos premiados na classe Premium Business durante voos internacionais.




Ao longo dos próximos seis meses, os espumantes Cave Geisse Brut, do Brasil, e AZUR, do Chile, vão compor uma nova carta de vinhos da América Latina que será servida a bordo. A lista de vinhos, que será alterada mensalmente, inclui rótulos chilenos, argentinos e brasileiros, passando tanto por clássicos e reconhecidos blends quanto pelas últimas novidades e variedades únicas da região.

“Nos últimos anos, a América do Sul criou uma boa reputação por produzir alguns dos principais vinhos do mundo e criamos uma carta que dará aos nossos passageiros a oportunidade de provar alguns dos mais celebrados e emblemáticos exemplares disponíveis”, explica Eduardo Costa, Diretor Sênior de Experiência do Cliente do Grupo LATAM Airlines. “Como a maior companhia aérea da América Latina, nossa missão é celebrar o que há de melhor na região a bordo, seja a comida e os vinhos, o entretenimento de bordo ou nossa reconhecida hospitalidade”, completa.

O Cave Geisse Brut ganhou a medalha de ouro em 2014 e 2016 na competição de vinhos Vinalies® Internationales e recebeu 95 pontos da revista Decanter. O espumante é feito de um blend das variedades Chardonnay e Pinot Noir utilizando o método tradicional e amadurecido por, no mínimo, 24 meses. As uvas são cultivadas a 800 metros de altitude em Pinto Bandeira, na região dos Vinhos de Montanha, no Rio Grande do Sul.

O AZUR, considerado o ‘melhor espumante de 2016’ pelo Club Amantes del Vino Chile (CAV), também é um blend de Chardonnay-Pinot Noir feito a partir do método tradicional e amadurecido por 36 meses. As uvas são cultivadas no Vale Limarí – aproximadamente 400km ao norte de Santiago e a 30km do Oceano Pacífico –, onde se beneficiam do solo argiloso e da influências da corrente de Humboldt.

“Temos a tarefa de encontrar os melhores espumantes da América Latina para dar as boas-vindas aos nossos passageiros a bordo e para brindar a sua jornada. Não estamos apenas em busca de vinhos que sejam saborosos no solo, mas também a 30 mil pés de altitude, onde alguns sentidos são atenuados, alterando a percepção de gostos e aromas. Após uma extenso processo de seleção, que envolveu mais de 40 espumantes de todo o continente, escolhemos este incríveis exemplares do Brasil e do Chile, que já possuem o merecido reconhecimento internacional”, explicou Héctor Vergara, único Master Sommelier da América Latina e consultor da LATAM Airlines há quase 20 anos.

Os melhores vinhos do Cone Sul

Os espumantes são parte da nova carta de vinhos da classe Premium Business da LATAM, que vai oferecer 34 vinhos originais e reconhecidos internacionalmente produzidos no Brasil, no Chile e na Argentina ao longo do próximo ano.




Durante o mês de maio, os passageiros da Premium Business também poderão saborear o Las 3 Marías, um Cabernet Sauvignon produzido no Vale do Maipo pela vinícola Gandolini, que foi premiado como o ‘melhor vinho tinto do Chile’ pelo guia Descorchados 2017.

Cada vinho da lista mensal da LATAM foi cuidadosamente selecionado entre mais de 500 rótulos renomados e premiados por suas características em altitude e para harmonizarem com os pratos do serviço de bordo.

A nova carta de vinhos está disponível na classe Premium Business dos voos internacionais da LATAM operados em aeronaves Boeing 787, 767, 777 e Airbus A350. Parte da carta de vinhos também está disponível na classe Premium Economy de voos internacionais operados em modelos da família Airbus A320 (A319, A320 e A321).

Carta de Vinhos da Premium Business LATAM, Maio 2017

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da LATAM Airlines.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

8 Comments:

  1. Boa noite. A LATAM também precisa mudar muito nos voos domésticos. Quando TAM tudo era bem mais sofisticados. Eu como amante da aviação e da TAM, desencanto pela LATAM. ..ESPEREI MUDANÇAS PARA MELHOR NESSA FUSÃO. .

  2. Era pra primeiro fornecer EPI para os seu funcionários

  3. Essa é uma outra forma de dizer que vão economizar no champagne

  4. economia porca nas champagnes!!! a coisa ta feia!!

  5. Pra quem não sabe, o Brasil tem algumas marcas de espumante premiadas em concursos mundiais.

  6. Não demora muito aparece um monte de vira lata reclamando q a coisa ta feia.. q tão economizando. Claramente nao entendem nada de espumante, desconhecendo q temos excelentes produzidos aqui. Essa gente…Mais do mesmo..