Livro conta como Santos Dumont ficou conhecido como herói olímpico do Brasil.

sdumontlivro

A faceta esportista do inventor brasileiro Alberto Santos Dumont é tema do livro que será lançado na véspera da abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. “Santos-Dumont, aviador esportista: o primeiro herói olímpico do Brasil”, escrito pelos professores Lamartine da Costa e Ana Miragaya, conta detalhes da outorga do Diploma Olímpico ao inventor brasileiro pelo francês Pierre de Coubertin, fundador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna.

A solenidade de lançamento será nesta quinta-feira (04/08), às 10h, no Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), com a presença confirmada dos sobrinhos-neto do inventor brasileiro, Alberto Dodsworth Wanderley, e do idealizador dos jogos, Yvan de Cobertin.

No início do século XX, segundo o escritor, a aviação era um esporte, e não como a conhecemos hoje. Em 1901, durante a quarta reunião do Comitê Olímpico Internacional (COI), Pierre de Coubertin propôs a instituição do “Diploma Olímpico”. O prêmio seria entregue quatro anos depois a personalidades que haviam prestado serviços relevantes à causa do esporte.

Alberto Santos-Dumont (inventor do avião e competidor em aeronaves esportivas) foi um dos agraciados. Também receberam a homenagem o presidente dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, o explorador do Pólo Norte, o norueguês Fridjoff Nansen, e William-Hippolyte Grenfell, distinto educador do Reino Unido.

O prefácio da obra é de Pedro Celso Gagliardi Palermo, coronel de infantaria e Vice-Presidente da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), bem como de Christian Wacker, professor da Universidade de Freiburg (Alemanha), Vice-presidente da ISOH (International Society of Olympic Historians – Sociedade Internacional dos Historiadores Olímpicos) e Presidente do Comitê Pierre de Coubertin da Alemanha.



Sobre o autor – O professor Lamartine construiu sua carreira internacional relacionada ao esporte. Com doutorado em filosofia e gestão do esporte, o professor e escritor lecionou na Universidade Tecnológica de Lisboa, na Universidade do Porto, na Universidade de Barcelona, na Academia Olímpica Internacional da Grécia e Universidade de East London. Ele soube do prêmio recebido por Santos Dumont em 1994, na Universidade de Mainz, na Alemanha. Para concluir a obra, foram necessários cinco anos de trabalho. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *